Assine Já
sexta, 18 de setembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Educação

De novo em greve, Educação protesta durante sorteio do 'Minha Casa, Minha Vida'

Com salários em atraso, categoria decidiu por paralisação na noite desta segunda (9)

10 outubro 2017 - 11h24Por Redação I Foto: Rodrigo Branco
De novo em greve, Educação protesta durante sorteio do 'Minha Casa, Minha Vida'

Servidores da Educação de Cabo Frio protestaram na manhã desta terça-feira (10) em frente ao Correão, em São Cristóvão, onde acontece o sorteio das unidades habitacionais do projeto 'Minha Casa, Minha Vida'. Os manifestantes ainda tentaram entrar no estádio para acompanhar o evento, mas foram impedidos de entrar no local, que está com a segurança reforçada.

A categoria decretou greve de 48 horas em assembleia realizada na noite desta segunda-feira (9) pela falta de pagamento integral aos servidores. O governo afirma ter pago aos professores efetivos na última sexta (6), mas segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe), nem todos receberam. 

Para chamar a atenção da população, um grupo de aproximadamente 50 trabalhadores fez uma passeata pelos dois sentidos da Avenida Joaquim Nogueira, que ficou com o trânsito lento. Apesar da presença ostensiva da PM e da Guarda Municipal, não foram registrados incidentes. Ao fim do ato, o grupo prometeu que acompanhará a sessão da Câmara Municipal na noite desta terça.

Servidores da Saúde na Fazenda

Enquanto os profissionais da Educação protestavam em São Cristóvão, um grupo de servidores da Saúde esteve na secretaria de Fazenda, no Centro, para cobrar um prazo para o pagamento dos salários de setembro.

Segundo representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (SindSaúde), a expectativa é pagar os funcionários efetivos até a quarta da próxima semana (18). Para os contratados, contudo, não há previsão de pagamento. A categoria também está em greve desde segunda (9).