Assine Já
segunda, 14 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42549 Óbitos: 1631
Confirmados Óbitos
Araruama 10478 329
Armação dos Búzios 5160 57
Arraial do Cabo 1486 81
Cabo Frio 11320 600
Iguaba Grande 4350 105
São Pedro da Aldeia 5809 254
Saquarema 3946 205
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Criação de novo Batalhão de Polícia na Região dos Lagos ainda é incerta

Pezão afirmou que assinaria o decreto de implantação da nova unidade policial no mês de julho

01 agosto 2014 - 11h05Por Sérgio Meirelles
 Criação de novo Batalhão de Polícia na Região dos Lagos ainda é incerta

Embora o governador do Rio e candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão (PMDB) tenha garantido a criação de novo batalhão da Polícia Militar para a Região dos Lagos, ainda é cedo para afirmar que o antigo sonho dos moradores vai realmente sair do papel. Ontem, a Secretaria de Segurança do estado informou, em nota enviada à Folha, que a implantação ainda está em estudo. Nem mesmo o local está definido. Pezão, entretanto, afirmou este mês que assinaria em breve o decreto para a instalação.

De acordo com o deputado estadual Janio Mendes (PDT), a inauguração está prevista para setembro. Segundo ele, o novo batalhão vai abranger Araruama, Saquarema e  Silva Jardim, aliviando o 25º BPM, que atualmente abrange sete cidades: Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Iguaba Grande, Araruama e Saquarema.

– É uma vontade do governador criar esse batalhão para atender Araruama, Saquarema e Silva Jardim –  confirma o tenente-coronel Ruy França, comandante do 25º BPM, acidionando também Rio Bonito à área atendida pela nova unidade.

De fato, enquanto o decreto ainda não é assinado, conforme prometido pelo governador em visita a Cabo Frio, o batalhão ainda fica no campo da promessa.

– Nós estamos mudando a formatação dos batalhões. Vamos criar um para deixar cabo Frio com mais e ampliar para Araruama, Saquarema e Silva Jardim. Aqui vai ter uma unidade dedicada a Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia – afirmou Pezão no início do mês.