sábado, 25 de maio de 2024
sábado, 25 de maio de 2024
Cabo Frio
25°C
Park lagos
Park Lagos 2
Geral

CPI na Alerj vai investigar se laudos do Hospital da Mulher foram rasurados

Perícia grafotécnica foi aprovada por deputados em virtude de suspeitas

05 junho 2019 - 10h08
CPI na Alerj vai investigar se laudos do Hospital da Mulher foram rasurados

TOMÁS BAGGIO

A suspeita de que laudos médicos do Hospital da Mulher de Cabo Frio tenham sido rasurados motivou a aprovação, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembléia Legislativa (Alerj) que investiga as mortes ocorridas na unidade desde o início deste ano, de um pedido para a realização de perícia grafotécnica nos documentos. A análise será feita por peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli.

– A realização da perícia será imprescindível para verificar essa suspeita de rasuras – disse a presidente da Comissão, deputada estadual Renata Souza (PSOL), ao colocar a medida em votação na sessão de ontem.

A deputada Marta Rocha (PDT), também integrante da CPI, pediu providências para que a perícia possa ser feita rapidamente.

– É uma pena que exista essa suspeita de rasuras. Mas é muito importante ver que essa CPI está buscando a verdade. Sugiro que possamos entrar em contato com a Polícia Civil, porque se trata de um exame muito específico. Então temos que ver se eles irão mandar um perito até o hospital para fazer uma análise preliminar, ou se vão solicitar que o material seja levado até o perito. Sugiro esse contato o quanto antes pra gente não perder tempo – avaliou Marta Rocha.

Outro assunto debatido foi a ausência de duas famílias que perderam bebês este ano no Hospital da Mulher. Segundo os integrantes da CPI, foi a segunda vez que as famílias confirmaram presença e desmarcaram em cima da hora alegando problemas pessoais. Os parlamentares destacaram que a CPI havia fornecido o transporte de ida e volta para o depoimento.

– É preciso saber exatamente o que está acontecendo, se houve alguma intimidação sutil ou algo do tipo, porque é a segunda vez que essas famílias não comparecem. O depoimento pode ter desdobramentos sérios e essas famílias podem estar melindradas – considerou ainda a deputada Marta Rocha.

A deputada Renata Souza prometeu entrar em contato com as famílias para averiguar a situação. Já o deputado Subtenente Mauro Bernardo (PROS), também integrante da CPI e morador de Cabo Frio, se ofereceu para levar pessoalmente as famílias até a Alerj.

CPI prorrogada, médicos convocados e audiência pública

Também na sessão de ontem, os trabalhos da CPI foram prorrogados por mais 90 dias.

– Esperamos não fazer uso de todo o prazo, mas é importante prorrogar para podermos trabalhar com tranquilidade nestes últimos encaminhamentos da CPI – disse a presidente da Comissão, deputada estadual Renata Souza (PSOL).

Os deputados aprovaram ainda a convocação de dois médicos. Um deles é o ex-diretor médico do Hospital da Mulher, que já havia prestado depoimento no dia 2 de abril. Na mesma data do depoimento ele foi exonerado da direção da unidade, junto com a mulher, Lívia Natividade, que era a diretora administrativa.

– Estamos encaminhando neste momento a convocação de dois médicos que atenderam alguns dos casos que resultaram em mortes de bebês. São eles o Dr. Carlos Raposo, que foi por sugestão da nossa relatora, a deputada Enfermeira Rejane, e o Dr. Paul Hebert Dreyer, que já foi ouvido aqui uma vez porque era o diretor do hospital, mas agora iremos ouvi-lo a respeito dos casos que foram atendidos por ele – disse ainda Renata Souza, que teve a solicitação aprovada pelos demais deputados integrantes da CPI.

O Hospital da Mulher está sendo investigado em duas Comissões de Inquérito, uma na Câmara Municipal e outra na Assembleia Legislativa (Alerj) por causa das mortes ocorridas na unidade de saúde desde o início deste ano. Foram 16 mortes em três meses. A última delibe- ração da sessão de ontem foi a aprovação da realização de uma audiência pública em Cabo Frio, marcada para o próximo dia 17, às 18h, ainda sem local definido.

– Quero elogiar a maneira como a CPI está sendo conduzida. As deliberações trazidas hoje mostram o cuidado de conhecer efetivamente a verdade. Ao final, essa CPI terá uma grande coletânea de provas e elementos para trazer um relatório que vai encontrar a verdade sobre o que aconteceu, mas também contribuir para a melhoria dos equipamentos de saúde em Cabo Frio – concluiu a deputada Marta Rocha.