Assine Já
domingo, 24 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
EM MEIO À GREVE

Correios anuncia mutirão de entrega neste fim de semana

Ação contará com apoio dos empregados da área administrativa, que vão auxiliar na operação

21 agosto 2020 - 20h14Por Redação

Neste sábado (22) e domingo (23), os Correios realizarão mutirões de entrega em todo o país. A força-tarefa faz parte do plano de contingência da empresa, que visa minimizar os impactos à população diante da paralisação parcial do efetivo.

Com o apoio dos empregados da área administrativa, que vão auxiliar na operação, e o remanejamento de veículos - entre outras medidas, a expectativa da empresa é realizar a entrega de um volume 4 vezes maior de encomendas, em fins de semana.

As agências estão abertas com a oferta de serviços e produtos, inclusive o SEDEX e o PAC, que continuam sendo postados e entregues. A empresa informa ainda que permanecem temporariamente suspensos os serviços com hora marcada, medida em vigor desde o anúncio da pandemia.

Por motivo de decretos municipais ou estaduais, ou devido aos protocolos preventivos adotados pelos Correios – como sanitização de ambientes -, algumas unidades de atendimento poderão sofrer alterações em seu funcionamento.

Os funcionários dos Correios entraram em greve, em todo o país, na última terça-feira (18), para protestar contra a privatização da empresa, a negligência com a saúde dos trabalhadores em relação à Covid-19 e o descumprimento de acordo coletivo de trabalho. Segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a adesão ao movimento é de 70%, ou cerca de 70 mil trabalhadores.

Por sua vez, os Correios afirma que a proposta apresentada aos trabalhadores não retira direitos, apenas promove adequações aos benefícios que extrapolavam a CLT e outras legislações, de modo a alinhar a estatal ao que é praticado no mercado. Segundo a empresa, 83% dos funcionários trabalham normalmente.

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.