Assine Já
terça, 19 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
Convênio

Convênio para criação de núcleo de estudos históricos é assinado

Proposta surgiu do projeto Cidade Viva, promovido pela Folha dos Lagos

31 maio 2017 - 20h45Por Redação I Foto: Divulgação
Convênio para criação de núcleo de estudos históricos é assinado

Depois do projeto de lei do vereador Rafael Peçanha (PDT) que cria pontos de embarque e desembarque em locais históricos de Cabo Frio, outra proposta sugerida no projeto Cidade Viva começa a sair do papel. A Prefeitura assinou ontem um convênio com a Universidade Estácio de Sá para a criação de um Núcleo de Estudos Históricos, que funcionará no recém-revitalizado Solar dos Massa, onde funciona a Biblioteca Municipal Professor Walter Nogueira.

O início do trabalho deve começar em até três meses, pois ainda depende de algumas instalações e adaptações. No local serão desenvolvidas pesquisas e projetos de extensão comunitária, como um já intitulado ‘Janelas para a História’, que mostrará a trajetória da cidade sob o ponto de vista das janelas do prédio. O material produzido será revertido para os alunos das rede pública e privada do município e as atividades do núcleo, exceto as acadêmicas, serão abertas ao público.

– O Cidade Viva teve todo mérito e a sensibilidade de criar uma sinergia num momento onde nós só falamos de números, de crise. São problemas muito sérios que afetam a nossa cidade, mas não podemos esquecer que temos o patrimônio histórico-cultural e a nossa história pode ser uma das alavancas que vai nos libertar definitivamente da crise e nos ajudar – afirmou Paulo Cotias, coordenador do curso de História da Estácio e mediador do debate do Cidade Viva sobre Turismo Histórico.

Presente à assinatura do convênio no gabinete do prefeito Marquinho Mendes, o secretário municipal de Cultura, Ricardo Chopinho, confirmou que no próximo dia 17 de junho, durante o feriado de Corpus Christi, será realizado o evento ‘Caminhos da História’, um roteiro a pé e guiado por locais de importância histórica na cidade, como o Forte São Mateus e Fonte do Itajuru.

– Na Biblioteca Walter Nogueira vão ficar os livros raros da cidade junto, com o acervo do (fotógrafo) Wolney (Teixeira) e esse projeto brilhante que a gente vai desenvolver junto com a Universidade Estácio de Sá para que possamos atender essa demanda que é tão cobrada e foi discutida no último Cidade Viva. Então são ações concretas do que a gente vem falando há muito tempo – comentou Chopinho.

Por sua vez, o diretor da universidade, Nirlei Barros, enalteceu o modelo de parceria público-privado.

– Estamos entrando na quinta parceria com a Prefeitura, nesse modelo público-privado e nesse momento que a gente vive, com a dificuldade financeira das prefeituras, temos que explorar o que a gente tem – acredita Barros.