Assine Já
sexta, 23 de outubro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9419 Óbitos: 486
Confirmados Óbitos
Araruama 1914 111
Armação dos Búzios 582 10
Arraial do Cabo 298 15
Cabo Frio 3084 168
Iguaba Grande 826 38
São Pedro da Aldeia 1456 71
Saquarema 1259 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
sus

Conferência discute propostas para o SUS

Diretrizes serão levadas para a etapa nacional, que acontece em dezembro

24 julho 2015 - 12h08Por Nicia Carvalho

O segundo dia da 7ª Confe­rência Municipal de Saúde de Cabo Frio discute reformas, tecnologias, educação e políti­ca do Sistema Único de Saúde (SUS). Os debates, que tiveram ontem o primeiro dia de tra­balho no Hotel Paradiso Cor­porate, têm por objetivo traçar planejamento para a saúde pe­los próximos quatro anos. O en­contro é preparatório para a 15ª Conferência Nacional de Saúde (CNS), que acontecerá de 1º a 4 de dezembro, em Brasília, com o tema ‘Saúde pública de qua­lidade para cuidar bem das pes­soas: direito do povo brasileiro’.

Assim como no primeiro dia, os temas foram discutidos em formato de grupos de trabalho em que todos os envolvidos, di­reta ou indiretamente com a saú­de, participam. Trabalhadores, usuários, conselheiros e gesto­res do Sistema Único de Saúde (SUS) debatem as propostas que servirão para nortear as decisões da 15ª CNS.

Para o secretário de Saúde de Cabo Frio, dr. Carlos Ernesto Dornellas, as conferências são oportunidade para planejamento do setor. Há cerca de três meses, ele divide a pasta com o prefeito Alair Corrêa, que abriu a confe­rência e atualmente acumula a função de interventor da pasta.

– É uma chance de debates entre conselheiros de saúde, re­presentantes da Sociedade Civil Organizada, gestores da saúde pública e usuários do sistema so­bre os rumos do SUS – avaliou.

Hoje, haverá continuidade dos debates do grupo de traba­lho, que foram divididos em oito eixos temáticos, e apresentação dos relatórios do primeiro e se­gundo dia de conferência. Os documentos vão apontar um conjunto de diretrizes e propos­tas de âmbito regional, estadual e nacional.

Haverá também, eleição e apresentação da Comissão In­tergestora de Saúde do Tra­balhador e do Conselho Mu­nicipal. Além de elaborar o relatório final os participantes vão escolher os delegados para a Conferência Estadual que acontece em setembro, no Rio de Janeiro. A previsão é que 2 milhões de pessoas em todo o Brasil participarem da CNS.