Assine Já
sábado, 08 de agosto de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4786 Óbitos: 283
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 748 39
Saquarema 844 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
sus

Conferência discute propostas para o SUS

Diretrizes serão levadas para a etapa nacional, que acontece em dezembro

24 julho 2015 - 12h08Por Nicia Carvalho

O segundo dia da 7ª Confe­rência Municipal de Saúde de Cabo Frio discute reformas, tecnologias, educação e políti­ca do Sistema Único de Saúde (SUS). Os debates, que tiveram ontem o primeiro dia de tra­balho no Hotel Paradiso Cor­porate, têm por objetivo traçar planejamento para a saúde pe­los próximos quatro anos. O en­contro é preparatório para a 15ª Conferência Nacional de Saúde (CNS), que acontecerá de 1º a 4 de dezembro, em Brasília, com o tema ‘Saúde pública de qua­lidade para cuidar bem das pes­soas: direito do povo brasileiro’.

Assim como no primeiro dia, os temas foram discutidos em formato de grupos de trabalho em que todos os envolvidos, di­reta ou indiretamente com a saú­de, participam. Trabalhadores, usuários, conselheiros e gesto­res do Sistema Único de Saúde (SUS) debatem as propostas que servirão para nortear as decisões da 15ª CNS.

Para o secretário de Saúde de Cabo Frio, dr. Carlos Ernesto Dornellas, as conferências são oportunidade para planejamento do setor. Há cerca de três meses, ele divide a pasta com o prefeito Alair Corrêa, que abriu a confe­rência e atualmente acumula a função de interventor da pasta.

– É uma chance de debates entre conselheiros de saúde, re­presentantes da Sociedade Civil Organizada, gestores da saúde pública e usuários do sistema so­bre os rumos do SUS – avaliou.

Hoje, haverá continuidade dos debates do grupo de traba­lho, que foram divididos em oito eixos temáticos, e apresentação dos relatórios do primeiro e se­gundo dia de conferência. Os documentos vão apontar um conjunto de diretrizes e propos­tas de âmbito regional, estadual e nacional.

Haverá também, eleição e apresentação da Comissão In­tergestora de Saúde do Tra­balhador e do Conselho Mu­nicipal. Além de elaborar o relatório final os participantes vão escolher os delegados para a Conferência Estadual que acontece em setembro, no Rio de Janeiro. A previsão é que 2 milhões de pessoas em todo o Brasil participarem da CNS.