Assine Já
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
22ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26413 Óbitos: 912
Confirmados Óbitos
Araruama 6711 182
Armação dos Búzios 3191 32
Arraial do Cabo 855 37
Cabo Frio 7283 352
Iguaba Grande 2510 55
São Pedro da Aldeia 3488 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
buraco do boi cabo frio

Comunidade do Buraco do Boi, em Cabo Frio, sofre com bueiros entupidos, lixo pelas ruas e infestação de ratos

09 agosto 2016 - 19h43
Comunidade do Buraco do Boi, em Cabo Frio, sofre com bueiros entupidos, lixo pelas ruas e infestação de ratos

No meio dos pontos mais nobres de Cabo Frio, ecoa um pedido de socorro. O lamento vem do Buraco do Boi – comunidade entre a Passagem e o centro da cidade –, que sofre com iluminação precária, esgoto invadindo as casas e excesso de lixo. 

Os moradores têm problemas com alagamentos porque o muro de uma propriedade cerca inúmeras casas. 

Na Rua Antônio Feliciano de Almeida, o presidente da Associação de Presidentes do bairro União, Armando Oliveira, 33, revelou que a entrada da comunidade, na rua que dá acesso à praia, virou um depósito de lixo.

O secretário de Obras, Paulo Castro, se prontificou a verificar e solucionar os problemas na comunidade. A Comsercaf, por sua vez, não atendeu as ligações da Folha dos Lagos. 

– Tudo está ruim. A comunidade se transformou num depósito de lixo. Há uma caçamba em que a Comsercaf joga lixo constantemente e o lixo transborda e cai na rua. Lá dentro da comunidade, a situação está pior ainda. Há bueiro quebrado e esgoto por todos os cantos – diz Armando.

A autônoma Maria das Graças, 63, precisou colocar uma tábua na porta de casa para as crianças não entrarem em contato com o esgoto.

– As crianças não podem passar para lá. Há risco de doenças. Além do problema do esgoto, o poste aqui do lado da minha casa está quase caindo. A Prefeitura não faz nada. Os moradores precisaram colocar cimento no começo do poste, mas uma hora o cimento não resistirá – lamenta.

Um morador, que não quis se identificar, lembrou da invasão de ratos no turno da noite. 

– Há dezenas de ratos por aqui. Eles não tardam a aparecer. E tem hora marcada, sabia? A partir das 18h, eles começam a infestar o bairro. 

Leia a matéria completa na edição impressa da Folha desta quarta (10) ou na área para assinantes. | Assine a Folha por apenas R$ 19,90.