Assine Já
sábado, 15 de agosto de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 5271 Óbitos: 305
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 388 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1751 100
Iguaba Grande 427 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 931 52
Últimas notícias sobre a COVID-19
comsercaf

Comsercaf rebate acusações do presidente do Sindicaf em Cabo Frio

Olney Vianna disse ter sido agredido na suboprefeitura dem São Cristóvão

24 maio 2014 - 09h20

Depois de ser insistentemente procurado pela reportagem da Folha dos Lagos, o presidente da Comsercaf, Antonio Martins de Oliveira Filho, enviou nota para o jornal respondendo as acusações feitas pelo presidente do Sindicato dos Servidores de Cabo Frio, Olney Vianna.

“Desde que assumimos a presidência da Comsercaf não foram medidos esforços para valorizar os servidores da autarquia, em sua maioria coletores e auxiliares de serviços gerais, que não possuíam qualquer garantia caso adoecessem ou sofressem qualquer acidente de trabalho que os incapacitasse, pois o Ibascaf lhes pagaria somente o valor do piso, qual seja R$ 700.

Juntamente com o Sindicaf, foi elaborado o Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR)  e aprovado pela Câmara de Vereadores, onde foram corrigidas todas as distorções deixadas pelo governo anterior, criando vantagens aplicadas somente aos servidores da Comsercaf, dentre elas o adicional de produtividade, o seguro de vida obrigatório e o cálculo diferenciado para insalubridade e horas extras.

Com isso, tornou-se desnecessário uma jornada de trabalho desumana, dando mais qualidade de vida para o servidor que trabalha diuturnamente para manter limpa a nossa cidade, faça chuva, faça sol, faça frio ou faça calor.

O plano de cargos foi implantado e, para dar mais austeridade e confiabilidade à freqüência dos servidores, está sendo implantado o sistema de ponto eletrônico (biometria), transferindo para o próprio servidor o controle de seu ponto e a certeza de receber exatamente o que trabalhou, acabando com as divergências e infinitas folhas suplementares.

De todos os compromissos assumidos com o Sindicaf, resta apenas o pagamento da diferença do PCCR, que conforme acordado em Assembléia Geral seria pago em três parcelas com a autorização para desconto em folha da antecipação realizada em 2013.

No ano passado, a Comsercaf recebeu a fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, tendo reparado na época todas as irregularidades apontadas. Os equipamentos de proteção individual estão sendo entregues e o seu uso contribui para aquisição do direito ao adicional de produtividade. Quanto às instalações, já foram iniciados os procedimentos de licitação para as reformas da Diretoria de Serviços Urbanos e a Diretoria de Operações de Tamoyos, onde serão cons-truídos refeitórios, vestiário e banheiros com chuveiro quente.

O servidor obteve neste período um ganho real de mais de 50% e o seu salário reflete a realidade do seu trabalho, sem o uso de qualquer fantasia através de horas extras como era feito no passado.

Portanto, as alegações do Sr. Olney Vianna são levianas, não refletem a realidade e em nada contribuem com a categoria. É uma tentativa de politizar uma questão que deveria ser tão somente trabalhista.

O problema ocorrido na Diretoria de Serviços Urbanos decorreu de atritos entre os próprios membros do sindicato, com cobranças mútuas de prestação de contas, e não diz respeito à diretoria da Comercaf, já que o que tem sido acordado não temos medido esforços para cumprir...”