Assine Já
domingo, 16 de maio de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
CONTRATOS TEMPORÁRIOS ACABAM

Comsercaf anuncia terceirização da limpeza em Cabo Frio por R$ 29 milhões

Contrato terá validade de 12 meses a partir de outubro

22 setembro 2020 - 16h19Por Redação

A Companhia de Serviços de Cabo Frio (Comsercaf) anunciou nesta terça-feira (22) a contratação da empresa Ecomix Gestão e Planejamento para fazer o serviço de limpeza na cidade. O valor do contrato por 12 meses é de 29 milhões e o início do trabalho dos funcionários terceirizados será em 5 de outubro.

Segundo a autarquia, a contratação, que ocorre a três meses do fim do atual mandato, cumpre recomendações do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e teve o aval do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). A terceirização, segundo a autarquia, coloca fim ao regime de trabalho pelo qual os servidores estão sob contrato por tempo determinado.

A empresa ficará responsável por serviços como varrição manual e mecanizada das vias e praias, capina manual e roçada de grama mecanizada, limpeza e desobstrução de ralos urbanos, raspagem de sarjetas e pintura de meio-fio. Ao longo do contrato, o custo para a Prefeitura será de R$ 2,4 milhões mensais.

A Prefeitura diz que a licitação ocorreu na modalidade de concorrência pública, em maio deste ano, depois que o edital foi publicado em 2018 e passou todo o ano de 2019 sob análise do TCE-RJ, para verificar se o procedimento adotado pela Comsercaf respeitava todos os princípios legais e se o projeto estava tecnicamente condizente. O edital foi liberado para publicação em 20 de fevereiro de 2019. Em março, a licitação foi marcada, mas adiada em função da pandemia do novo coronavírus.

Ainda segundo o governo municipal, a legislação eleitoral proíbe a demissão sem justa causa durante o período eleitoral, mas os contratos de trabalho temporários, forma de contratação precária enquanto não ocorre a terceirização, bem como as recomendações do MPRJ e TCE, tornam legais a possível a rescisão dos contratos dos servidores, previstos para vencer em dezembro. Parte dos colaboradores será recontratada pela empresa vencedora da licitação.

“Os contratos desses servidores vencem em 31 de dezembro. Agora em setembro fomos notificados pelo TCE, que entende que os atuais contratos de trabalho tem um prazo determinado para o término, tendo em vista o regular trâmite licitatório. Além disso, não atendem ao interesse público e suas reiteradas renovações são temerárias. Não renová-los em pleno réveillon iria causar um problema grave à operação de limpeza da cidade. Ainda não havíamos contratado o serviço em função da pandemia e de seus desdobramentos, mas diante melhora da arrecadação e da notificação recebida, decidimos junto ao executivo municipal acelerar o processo”, declarou Dario Guagliardi, presidente da Comsercaf.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.