Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
PACIÊNCIA ACABOU

Comerciantes da Praça da Cidadania e ambulantes protestam para voltar a trabalhar em Cabo Frio

Grupo fecha Ponte Feliciano Sodré após percorrer ruas da cidade e fazer ato em frente à Prefeitura

29 junho 2020 - 17h44Por ualq

Um grupo de comerciantes da feirinha da Praça da Cidadania, barraqueiros e vendedores ambulantes faz um protesto na tarde desta segunda-feira (29), em Cabo Frio. Os trabalhadores exigem da Prefeitura permissão para voltar a trabalhar.

Os manifestantes afirmam que passam dificuldades financeiras, pois não foram amparados por qualquer programa de assistência social. Além disso, cobram igualdade de tratamento em relação aos demais comerciantes, que retomaram as atividades desde o último dia 6, por meio de decreto municipal.

Os comerciantes saíram da Praça da Cidadania e, com faixas e cartazes, percorreram as ruas da cidade até a sede da Prefeitura. No local, fizeram um ato e como não foram recebidos pelo prefeito Adriano Moreno (DEM), se dirigiram até a Ponte Feliciano Sodré, que foi fechada pelos manifestantes.

Os trabalhadores negociaram com a Polícia Militar a abertura de meia-pista. Com isso, o trânsito no Centro da cidade e nos acessos à ponte ficou congestionado, mas por volta das 19h, a situação já estava normalizada. 

Em nota envada à reportagem, a Prefeitura de Cabo Frio informa que, de acordo com o Decreto 6.274, de 19 de junho de 2020, o município está classificado na Zona Laranja conforme Decreto 6.278, de 22 de junho de 2020, para prevenção e enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus. O governo municipal disse ainda que um debate será aberto com a categoria.

Em declaração ao Portal RC24h, o prefeito Adriano Moreno disse que precisa se reunir com o Ministério Público e a Defensoria Pública antes de fazer qualquer autorização. 

(*) Matéria atualizada às 19h05.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.