Assine Já
sexta, 03 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53693 Óbitos: 2188
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6584 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15591 902
Iguaba Grande 5572 147
São Pedro da Aldeia 7051 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
TEMPO FECHOU

Com previsão de receber apenas na quinta (24), servidores da Saúde de Cabo Frio fecham Ponte de novo

Na porta da Secretaria de Fazenda, prefeito Adriano Moreno é hostilizado e teve o carro depredado

21 dezembro 2020 - 18h44Por Redação

Pela segunda vez em quatro dias, servidores da Saúde de Cabo Frio fecharam a Ponte Feliciano Sodré em protesto pelo atraso no pagamento do salário de novembro e do décimo terceiro salário. Muitos dos profissionais atuam na linha de frente do combate à Covid-19. Na manhã desta segunda-feira (21), um grupo de trabalhadores bloqueou a passagem de veículos na principal via que liga os bairros do Centro com a periferia da cidade.

Porém, diferentemente do que ocorreu na última sexta (18), quando a Polícia Militar chegou a usar balas de borracha e gás de pimenta contra os manifestantes, não houve incidentes durante o protesto na Ponte, que tinha o acesso liberado a cada dez minutos.

Mas isso não significou uma manhã tranquila, pelo contrário. Os manifestantes fotram até a porta da Secretaria de Fazenda, na Riua Major Belegard, para protestar e cobrar uma resposta quanto ao pagamento. Ao notarem a presença do prefeito Adriano Moreno (DEM) no local, a confusão se instalou. Manifestantes hostilizaram o prefeito, que revidou com xingamentos. Na véspera, ela já havia se envolvido em um incidente, no qual chegou a sacar uma arma para um morador que o criticava.

Adriano entrou no carro, dirigido por um segurança que, segundo testemunhas, teria mostrado uma arma para os trabalhadores e jogado o veículo sobre eles. Depois de alguns minutos, com a ajuda de uma equipe da Polícia Militar, Adriano conseguiu deixar o local, mas não sem antes ter o carro depredado pelos manifestantes.

Na prática, após os protestos e toda a confusão, os servidores tiveram poucas respostas. A informação apurada pela Folha é de que o salário de novembro será pago apenas na quinta-feira (24). Já para o décimo terceiro salário, não há previsão de pagamento. 

Em nota, a Prefeitura de Cabo Frio informou que desde que assumiu o governo, em 2018, "a administração atual tem enfrentado graves problemas de arrecadação, com queda de royalties do petróleo e também dos impostos, por causa da Pandemia do Coronavírus".

O município disse ainda que o pagamento do funcionalismo vem sendo feito de forma escalonada, de acordo com a entrada de verbas próprias e vindas dos governos Estadual e Federal. A prefeitura destacou que, só no mês de dezembro, a prefeitura teve cerca de R$ 5 milhões do ICMS retidos pela Justiça para pagamento de precatórios de dívidas antigas, de outras administrações.

A secretaria de Fazenda informou que está fazendo todo esforço para pagar o funcionalismo e disse que o pagamento de mês de novembro é o único em atraso, ele será pago ainda em dezembro. Quanto ao 13º, a prefeitura disse que está pagando algumas categorias, como a Educação e garante que vai pagar o máximo possível de funcionários, dependendo da arrecadação até o dia 30 de dezembro.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.