Assine Já
sábado, 11 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1035 63
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
Marquinho

Com impugnação de Marquinho, candidatos se movimentam para conseguir votos

Adversários já buscam forma de ocupar 'lacuna' deixada por peemedebista

13 setembro 2016 - 18h30

Um clichê da vida pública é dizer que ‘na política não existe espaço vazio’. Cientes disso, os adversários de Marquinho Mendes (PMDB) à Prefeitura de Cabo Frio já projetam como tirar proveito eleitoral da impugnação da sua candidatura, ocorrida na tarde de anteontem. A decisão do juiz da 96ª Zona Eleitoral,  Ricardo de Mattos Pereira, é de primeira instância e, portanto, cabe recurso.


Autor de uma das ações para barrar a candidatura de Marquinho, Janio Mendes (PDT) comentou a decisão da Justiça, mas preferiu não se estender sobre o que fará para migrar os votos de eleitores do peemedebista, caso ele realmente não participe da disputa.


– O Brasil mudou. Hoje não há mais espaço no mundo político e jurídico para aberrações como esta. Espero que ele tenha um mínimo de respeito pela cidade e retire a candidatura e que o povo possa escolher entre os habilitados, pois os votos que receber serão anulados – disparou.
Outro concorrente direto, Paulo César (PSDB) tem opinião semelhante. O candidato tucano acredita que a situação terá influência direta na disputa pelo eleitorado.


– Numa campanha com seis candidatos, se cai para cinco, logicamente os votos serão diluídos pelas outras candidaturas. Estamos trabalhando o máximo para pegar essa fatia, buscar esse eleitor – comentou.

*Leia a matéria completa na edição da Folha dos Lagos desta quarta-feira