Assine Já
domingo, 24 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
atrasos

Com dois meses de salários atrasados, aposentados de Cabo Frio contam seus dramas

Grupo fez protesto em frente à Fazenda nesta sexta (2) e ouviu nova promessa de pagamento

03 setembro 2016 - 10h56Por Texto e fotos: Gabriel Tinoco
Com dois meses de salários atrasados, aposentados de Cabo Frio contam seus dramas

Os aposentados de Cabo Frio foram lutar por seus direitos na manhã desta sexta-feira (2). Eles protestaram, na porta da Secretaria de Fazenda, pelos salários atrasados referentes aos meses de julho e agosto. Os manifestantes se reuníram com membros do governo, que prometeram que os pagamentos da maioria dos inativos seriam depositados até o fim da tarde de ontem – restariam apenas R$ 800 mil para completar a folha.

De acordo com os manifestantes, o banco não fez o repasse ao Instituto de Benefício e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf). Ainda segundo eles, o juiz Caio Romo pretende estabelecer um calendário de pagamentos que priorize os aposentados. Eles também protestaram contra o depósito de apenas duas parcelas das cinco referentes ao 13º salário de 2015 – o tema, no entanto, não foi discutido na Secretaria de Fazenda.

A aposentada Márcia Sueli Cardoso, 52, era uma das mais irritadas com os atrasos.

– Estamos há dois meses sem as aposentadorias e sem nossos direitos. Pessoas estão com as contas atrasadas e com problemas de saúde como a depressão. Um grande número de aposentados está adoecendo, porque são pessoas idosas, que já têm problemas de saúde. Os aposentados veem a vida sem uma direção – reclama.

Já a manifestante Neide Estelita, 67, se sentia desgastada pela falta de pagamento.

– Temos atrasos nas contas, falta de alimentação, luz cortada, juros em cima de juros... Tudo isso é vivido pelos aposentados. Além do desgaste por trabalhar durante 30 anos e agora estar impedido de receber um salário que nós contribuímos. Não tínhamos que implorar nada, é o nosso direito – revela.


A gente passa
necessidade. Idoso
precisa de atendimento médico, exame,
medicamentos...
Não temos nada disso.
O aluguel também está atrasado para muitos
aposentados.
 

Naina Trindade, 57, aposentada

(*) Leia a matéria completa na edição deste fim de semana.