Assine Já
terça, 24 de novembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11377 Óbitos: 530
Confirmados Óbitos
Araruama 2262 116
Armação dos Búzios 1000 16
Arraial do Cabo 364 16
Cabo Frio 3609 179
Iguaba Grande 1034 39
São Pedro da Aldeia 1693 75
Saquarema 1415 89
Últimas notícias sobre a COVID-19
casimiro de abreu

Com cinco casos de febre amarela, Casimiro de Abreu está sem vacina

Cidade é com a situação mais crítica no país

24 março 2017 - 19h19
Com cinco casos de febre amarela, Casimiro de Abreu está sem vacina

Casimiro de Abreu, município da Baixada Litorânea do Rio de Janeiro onde foram confirmados cinco casos de febre amarela, está sem estoque da vacina para continuar a imunizar a população contra a doença. Até agora foram vacinadas 43.370 pessoas na cidade. Como muitos moradores de cidades próximas procuraram a vacina em Casimiro de Abreu, o volume de doses enviado ao município foi insuficiente.

O distrito de Barra de São João, próximo ao limite de Casimiro de Abreu com os municípios de Cabo Frio e Rio das Ostras, ainda tem muita gente para ser vacinada, já que moradores de cidades vizinhas também foram imunizados.

O secretário de Saúde de Casimiro de Abreu, Ibson Júnior, informa que já solicitou ao governo do Estado mais vacinas e aguarda desde quarta-feira (22) uma nova remessa. Apesar de a secretaria estadual informar que já enviou doses suficientes para vacinar toda a população do município, novas doses serão encaminhadas para compensar os estoques usados por moradores de outras cidades.

Cinco infectados

Jairo Bochorny, de 68 anos, conhecido como Guila, e Pedro de Oliveira Santos, ambos moradores de Casimiro de Abreu, foram confirmados ontem (23) com febre amarela, depois de passar por exames no Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen), que confirmou o diagnóstico. Com esses casos, sobe para cinco o número de moradores de Casimiro de Abreu infectados pela doença.

Segundo a família, Jairo Bochorny costuma frequentar a região serrana do município. Jairo, que não tem parentesco com as demais pessoas que estão com suspeita da doença, nem com as que tiveram o diagnóstico de febre amarela confirmado, está internado no Hospital dos Servidores do Estado, na capital fluminense. O estado de saúde de Jairo é estável.

Pedro de Oliveira Santos mora no Córrego da Luz. É tio do pedreiro Watila Santos, que morreu no dia 11 deste mês, e sobrinho de Joaquim de Oliveira Santos, que já teve alta e passa bem.