Assine Já
domingo, 29 de novembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
copa do mundo

Clima de Copa dá um tempero a mais ao Dia dos Namorados

Casais aproveitam a data para torcer juntinhos

12 junho 2014 - 17h33Por Gabriel Tinoco

Délcio Siqueira, 76, e Márcia Coelho, 75, estão juntos há mais de quatro décadas. São, mais especificamente, 48 anos de relação. Eles garantem: a cada ano o afeto aumenta. Cabofrienses, os aposentados passeavam, de mãos dadas, pela Praça Porto Rocha, nesta quinta (12), às 11h30. Começava ali a celebração do Dia dos Namorados. Márcia já tinha em mãos o presente comprado para Délcio: uma sacola de roupas. E o melhor: para terminar o dia com chave de ouro, os dois planejaram um jantar à luz de velas.

– Nunca deixamos de comemorar nesses 48 anos – disse Délcio. 

Os dois, é claro, não foram os únicos a passar o Dia dos Namorados juntinhos. Os mais animados aproveitavam a estreia da seleção na Copa do Mundo para vibrar na hora dos gols. Outros, no entanto, preferiram opções mais reservadas, como um jantar em algum restaurante do Boulevard Canal. Só que sempre há aqueles casais que deixam para resolver tudo em cima da hora. E aí, nos acréscimos do segundo tempo, pode pintar aquela baita indecisão amorosa.

Hoje de manhã, por exemplo, o administrador Valmir Venâncio, 21, ainda não sabia o que faria no primeiro Dia dos Namorados ao lado da estudante Thayanny Lizandro, 18.

– Nós escolhemos primeiro o presente para depois pensar no que vamos fazer (risos) – diverte-se.

Mas ele logo pensou em algo:

– Devemos ver juntos o jogo da Seleção Brasileira – revela Valmir.

Além disso, há também os que preferem ficar em casa, escondidos de tudo e de todos. Ou o oposto: aqueles que detestam o tal programa caseiro. É o caso do  taxista Ângelo Siqueira, 23, e da estudante Dara Oliveira, 18.

– Nós gostamos bastante de sair. Somos um casal que não tem a mania de ficar em casa durante os feriados. Estamos querendo ir no Espaço Prime, que vai nos oferecer uma boa música e um clima ótimo para torcer pela seleção. Estou bem ansioso com o jogo, mas ela não liga tanto para futebol – comenta Ângelo, que não passou por dificuldades para convencer a namorada a assistir o jogo entre Brasil e Croácia.

– Todo mundo vira torcedor na hora da Copa do Mundo. Não tem jeito. As pessoas que não ligam para futebol como a minha namorada passam a acompanhar e a torcer pela seleção. Tenho certeza que vamos vibrar muito na hora dos gols. É um Dia dos Namorados bem diferente. Estamos com as atenções muito voltadas para passar a hora do jogo juntos – completa.

Tomás Moreira, 19, e Letícia Azevedo, 18, têm que passar todo o dia estudando para a prova da faculdade de Engenharia.

– Estamos em semana de provas. Vamos ficar muito focados na nota para poder sair na semana que vem. Estamos pretendendo jantar juntos também. Não vai dar nem para assistir o jogo do Brasil como estávamos planejando – afirmou Tomás Moreira.