Assine Já
sexta, 18 de setembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
eleições

Cláudio Chumbinho: ‘São Pedro mudou como nunca havia se visto antes’

De olho na reeleição, Chumbinho fala à Folha sobre suas propostas para São Pedro da Aldeia

20 setembro 2016 - 20h32Por Redação I Foto: Divulgação
Cláudio Chumbinho: ‘São Pedro mudou como nunca havia se visto antes’

De olho na reeleição, Cláudio Chumbinho (PMDB) faz análise positiva do seu primeiro mandato e promete investir em Educação e geração de empregos. Confira a primeira entrevista da série com os prefeitáveis de São Pedro.

Folha dos Lagos – Por que pretende continuar a ser prefeito de São Pedro da Aldeia?

Cláudio Chumbinho – Nesses quase quatro anos de mandato São Pedro da Aldeia, mudou como nunca havia se visto antes. Assumimos uma prefeitura afundada em dívidas, com uma arrecadação baixíssima e uma cidade que não tinha visibilidade e avanço algum. Junto com minha equipe de governo movimentamos a cidade, atraímos empresas, colocamos São Pedro da Aldeia como destaque administrativo e evolutivo na Região dos Lagos. O município tem 399 anos, pendências e demandas que não podem ser resolvidas em apenas quatro anos de trabalho. Tenho consciência de que nós fizemos muito por essa cidade, resgatamos a alegria e o orgulho de ser aldeense, mas ainda tenho planos e o desejo de ver a cidade onde eu nasci e fui criado avançar ainda mais. Nosso trabalho tem que continuar.

Folha – Seus adversários criticam o senhor por não ter dado a devida atenção aos bairros mais afastados do Centro. O que tem a dizer sobre isso?

Chumbinho – Dizer que concentrei minhas ações no Centro da cidade não passa de maldade e mentira. São Pedro é uma cidade territorialmente extensa, mas mesmo assim não deixamos de fazer pelo bairros aldeenses.  Nosso projeto era de ter atendido muito mais, principalmente com saneamento e asfalto, mas a reviravolta que a crise causou impediu que avançássemos ainda mais. Desde o início do governo fechamos parcerias com as esferas estadual e federal, por meio de convênios pactuados pela nossa gestão. Construímos escolas e quadras poliesportivas, unidades de saúde, ampliamos creches, asfaltamos e saneamos ruas, reformamos praças, trouxemos mais de dez empresas, reabrimos e ampliamos o Pronto Socorro, entre tantas outras conquistas como fruto do nosso trabalho. A maior prova que rebate essa ideia de que centralizamos a gestão é o trabalho. A mudança e o aumento de estrutura está em cada canto da cidade aos olhos da população.

Folha – Como pretende restabelecer o diálogo com o funcionalismo público que se encontra bastante desgastado?

Chumbinho – Em um novo mandato, o diálogo vai continuar. Ao longo dessa gestão, recebemos em nosso gabinete representantes de secretarias e sindicatos de diversas classes. Realizamos o concurso público que não acontecia há mais de 10 anos, criamos o PCCR da Educação, demos aumento para a classe entre outras melhorias. Nossa gestão sempre foi participativa, em diversos momento pedi o auxílio das pessoas para que nos ajudassem a governar, dando sugestões e criticando o que fosse pertinente. Nunca pretendi governar sozinho e em uma nova gestão isso se repetirá, temos que ouvir a todos. 

Folha – O que pretende fazer em um novo mandato que não conseguiu fazer nesse?

Chumbinho – Entendo que a principal cobrança e ansiedade da população seja por saneamento e asfalto. Tivemos parcerias com o Estado com o “Somando Forças” e o “Asfalto na Porta”. Contudo, a crise impediu que os repasses acontecessem e consequentemente o trabalho não andou da forma prevista.  Nesse últimos meses nós tivemos que segurar o investimento próprio para que a cidade não parasse, para conseguirmos manter a coleta de lixo, a limpeza, a saúde e a educação funcionando. Esperamos que o Estado supere essa crise, que em uma nova gestão eu e o meu vice Mauro Lobo possamos estabelecer parcerias para darmos continuidade ao saneamento básico e a pavimentação na cidade.

Folha – Quais os seus planos para a Educação?

Chumbinho – Em parceria com o Governo Federal, construiremos quatro creches para crianças de 0 a 3 anos, na Rua do Fogo, Porto do Carro, Alecrim e São João. Buscaremos junto ao Ministério da Educação parceria para construção de novas escolas, concluiremos as obras da Escola Jamila Motta, os ginásios poliesportivos das Paineiras e Rubem Arruda Câmara. Construiremos ainda o novo prédio do Núcleo de Educação Especial, ampliaremos a parceria com a UERJ para a formação continuada, buscaremos apoio em demais esferas para cumprir e ampliar o Plano Municipal de Educação. Manutenção de parcerias com a Via Lagos, Marinha, Polícia Militar, poder judiciário e universidades.

Folha – E quanto à Saúde?

Chumbinho – Nesse primeiro mandato trabalhamos muito para melhorar a saúde aldeense, tendo em vista que sempre foi um ponto muito abordado pela nossa população. Em uma nova gestão trabalharemos em busca de apoio estadual e federal para ampliar e transformar o Pronto Socorro em um hospital, com 50 leitos, sendo 20 de maternidade. Aliando ao bem-estar, buscaremos academias de ginástica nas áreas de abrangência das Unidades de Saúde. Criaremos o laboratório de prótese dentária no nosso Centro de Especialidades Odontológicas, promoveremos capacitação continuada para os profissionais de saúde; implantaremos o primeiro Centro de Atenção Psicossocial Infantil; o programa “Saúde do Trabalhador”, ações educativas de prevenção a AIDS e demais DSTs, o teste rápido de HIV, sífilis, e hepatite em toda a Atenção Básica à Saúde. Buscaremos parcerias para implantar um Centro de Controle de Zoonoses, apoiaremos a iniciativa privada para a instalação do Centro de Hemodiálise conveniado ao SUS...

Folha – Quais seus planos para movimentar a Economia e a geração de empregos?

Daremos seguimento à geração de empregos com certeza. Nossa administração está sendo exemplo para a Região também nesse quesito. A forma desburocratizada como recepcionamos os empresários tem nos dado crédito e atraído os empreendimentos. São Pedro da Aldeia recebeu mais de 10 empresas, geramos mais de 1500 empregos. Para o bem da população, da geração de emprego e renda continuaremos buscando evolução econômica.