Assine Já
segunda, 28 de setembro de 2020
Região dos Lagos
35ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
turismo

Cláudio Agualusa: "Não tenho um processo que possa desabonar minha conduta"

Médico aposta no potencial turístico para alavancar a economia de Armação dos Búzios

29 setembro 2016 - 10h01
Cláudio Agualusa: "Não tenho um processo que possa desabonar minha conduta"

Médico conhecido na cidade, mas novato na vida pública, Cláudio Agualusa tenta pelo pequeno PRP derrubar nas urnas antigas forças políticas buzianas. Considerando-se como a ‘renovação’, Agualusa acredita no potencial turístico para alavancar a economia da cidade.

Folha dos Lagos – Por que o senhor quer ser prefeito da cidade?

Cláudio Agualusa – Para que possa fazer valer a indignação com tantos anos de descaso e desleixo com a nossa cidade. Estamos piorando a cada ano que passa desde a emancipação e acredito que só a gestão no lugar do apadrinhamento político trará nossa cidade de volta ao padrão de turismo que nos fez conhecida mundialmente.  

Folha – Muitos defendem que pessoas ligadas à saúde privada não deveria lidar com a saúde pública e o senhor é proprietário de uma das mais conhecidas clínicas da cidade. Como separar os interesses?

Agualusa – Não há interesse conflitante, o conflito vem da corrupção. E ela independe de onde atuam os seus atores. Atuo há mais de 30 anos na iniciativa privada e pública, nunca misturando os compromissos deveres e direitos pertinentes a cada uma delas. Não tenho um processo civil criminal ético ou eleitoral que possa desabonar a minha conduta, estando muito tranquilo para lidar com interesse público temporariamente como prefeito. 

Folha – O discurso do senhor fala em renovação. O que acredita ter de diferente dos demais candidatos?

Agualusa – A renovação só se faz com mudança. A diferença está aí, nunca fui político nem filiado a partido algum antes desta candidatura, não basta ser ficha limpa, tem que ter vida limpa. E essa eu tenho. Dos meus adversários o que tem menos tempo de política está há oito anos como vereador.

Folha – Quais os seus planos para a área de Educação?

Agualusa – Implantar a educação integral, com creches funcionando das sete às 19 horas, inclusive sábado, janeiro e fevereiro. E ainda a criação da primeira faculdade municipal do Mangue de Pedra, instituindo o curso de Biologia Marinha e posteriormente diversos cursos de graduação, utilizando as escolas da Rasa inicialmente, que ficam fechadas à noite.

Folha – O que o senhor pretende fazer na Saúde?

Agualusa – Um posto de saúde em cada bairro, efetivo funcionamento do programa de Saúde da Família e avaliar a possibilidade de se fazer uma parceria público-privada (PPP), no hospital para que isso possibilite o atendimento à planos de saúde, atendimento a passageiros de navios e viajantes internacionais que possuem seguro de viagem, diminuindo o gasto da saúde municipal para investimento na rede preventiva. Vamos criar a Clínica da Mulher e pediátrica além do Centro de especialidades odontológicas, o Centro Municipal de Fisioterapia ampliado e modernizado, estendendo seu atendimento aos bairros mais populosos e domiciliar quando necessário. E também implantar uma  central de exames de baixa e alta complexidade com marcação destes pelo telefone.

Folha – Qual a sua estratégia para aquecer a Economia e gerar empregos?

Agualusa – Desburocratizar a emissão de alvarás, fazer a revisão do Plano Diretor permitindo o comércio em bairros onde hoje não se permite, e principalmente aquecendo Turismo. Também fazendo saneamento da cidade aumentando a segurança e colocando em prática o plano de mobilidade urbana, fatores esses que afastam o turista da cidade fazendo com que nossa economia decline a cada ano. Dar ao empregador e empresário, segurança para investir e apoio. Implementar uma área entre Baía Formosa, Rasa, passando por Vila Verde, de incentivo à indústria não poluidoras ou atividades similares com incentivo fiscal. Nossa principal atividade econômica é o turismo e não se pode fazer turismo com praias poluídas e as cidades desorganizada. Somente uma casa organizada pode receber visita.

Folha – Como pretende incrementar o Turismo?

Agualusa – Turismo não se faz sem saneamento, Turismo não se faz sem segurança, Turismo não se faz sem uma cidade organizada e principalmente com o povo feliz e com suas carências atendidas. Hoje, a cidade de Búzios se tornou uma armadilha para o turista. Isso tem que acabar. O Turismo só voltará a ser uma grande fonte de renda pra Búzios quando o turista for bem tratado assim como a cidade será.