Assine Já
quinta, 29 de julho de 2021
Região dos Lagos
17ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46093 Óbitos: 1865
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12599 755
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Clarêncio Rodrigues

Clarêncio Rodrigues é internado e preocupa

Artista é hospitalizado e está fazendo tratamento de recuperação das plaquetas

27 janeiro 2016 - 09h07

A internação do artista plástico cabofriense Clarêncio Rodrigues, 62 anos, causou comoção em Cabo Frio no início da tarde de ontem. Ele foi levado para a UTI da Clinerp com suspeita de dengue hemorrágica – suspeita que se confirmou no início da noite. Segundo a memorialista e amiga da família, Meri Damaceno, que estava no hospital, Clarêncio teve uma melhora significativa das plaquetas – já que as mesmas caem quando a pessoa está com dengue.

– O fígado dele está bom, os rins também, enfim, ele está melhorando e se tudo der certo hoje ele vai para o quarto – informou Meri, que vai passar a noite para acompanhar a família.

Há dois dias, segundo amigos dos familiares do artista, ele vinha reclamando de incômodos na coluna. Chegou a ser atendido em um hospital no Rio de Janeiro, de onde teve alta após tomar soro na veia. Mas o bonequeiro mais famoso da cidade acordou com dificuldades para andar, ontem, e foi levado para a Clinerp.

Clarêncio Rodrigues fundou o grupo Sorriso Feliz, que apresenta espetáculos de marionetes na região. Em 1987, ele começou a organizar o Festival Nacional de Teatro de Bonecos, o Bonecart. O maior sucesso dele é a montagem do ‘Minha Favela Querida’, em cartaz desde 1990. O espetáculo tem mais de 50 bonecos, retrata o cotidiano dos moradores de uma comunidade, e ganhou vários prêmios nacionais. O trabalho também ficou em cartaz em temporadas no Teatro Villa Lobos, no Rio de Janeiro, e no Teatro Brasileiro de Comédia, em São Paulo.

Nas redes sociais, era grande a corrente pela recuperação de Clarêncio. Na página do artista, que é muito querido na cidade, várias postagens e comentários que torciam por sua recuperação.
Números preocupam – Em 2015, o Brasil fechou o ano com registro de 1,6 milhão de casos de possibilidade de dengue, número 178% maior que no ano anterior, segundo dados do Ministério da Saúde. O Rio é um dos estados mais afetados.