Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Chuva constante alaga ruas de toda a Região dos Lagos nesta sexta-feira

Diversas áreas apresentam bolsões de água; há registro de queda de árvore e deslizamento de terra

17 maio 2019 - 09h56
Chuva constante alaga ruas de toda a Região dos Lagos nesta sexta-feira
Última atualização: 16h27

Ruas de várias cidades da Região dos Lagos estão alagadas a manhã desta sexta-feira (17) após horas de chuva. Em Cabo Frio, a Defesa Civil registrou uma queda de árvore no Braga e pontos de alagamento em pelo menos oito áreas da cidade. Em Arraial do Cabo as aulas foram interrompidas e duas famílias estão desalojadas. Há registro de deslizamento de terra o Morro da Boa Visa. Em Búzios, sete bairros apresentam bolsões de água. Em São Pedro da Aldeia foram registradas 32 ocorrêcias até o momento, entre elas de desabamento em residência.
 
No início da tarde, a Prefeitura de Arraial do Cabo decretou Situação de Emergência na cidade.
 
Confira as linhas de ônibus que tiveram mudanças em seus itinerários na região por causa da chuva.
 
Moradores registraram uma grande rachadura no alto do Morro da Cabocla.
 
 
 
CABO FRIO
O prefeito Adriano Moreno e o deputado estadual Serginho Carvalho pediram ajuda à Defesa Civil Estadual por conta dos estragos provocados na cidade. O prefeito disse que Defesa Civil vai enviar auxílio ainda nesta sexta-feira para a cidade. Segundo o deputado, "a força da natureza está devastando nossa cidade".
 
A moradora do bairro Vile Blanche Katia Canizio conta que a Rua Victor Igrejas está totalmente alagada desde o começo da manhã. 
 
- Minha casa, assim como as outras do condomínio, alaga sempre que chove. Temos que colocar os móveis pro alto. Baratas para todo lado. É horrível. O sofá eu coloquei pra cima mas a geladeira eu não consegui. Estou torcendo para a água não chegar no motor. Está na altura da canela. Tomara que pare logo para a água baixar - relatou ela.
 
A água tomou completamente as no entorno da praça do bairro Jardim Caiçara.
 
 
Tem até morador de caiaque na Rua Inglaterra, no Caiçara.
 
 
 
Segundo a Defesa Civil há pontos de alagamento  também no Parque Burle, São Cristóvão, Braga, Passagem, Jardim Caiçara, região da Rodoviária Alexis Novellino, Grande Jardim Esperança e segundo distrito.
 


"O acumulado de chuva nas últimas quatro horas é de 24 mm e nas últimas 12 horas, de 56.4 mm. A previsão é de que esse índice chegue a 76 mm até as 11horas da manhã.Diante disso, a Defesa Civil pede que a população tenha cuidado ao sair de casa. Há o registro de uma queda de árvore no Braga e de outras três ocorrências de menor gravidade durante a madrugada. Em caso de emergência, o número da Defesa Civil é o 199", informa o órgão.
 
A Secretaria de Educação de Cabo Frio informou que as aulas da rede municipal de ensino estão suspensas. Na Saúde, o atendimento nos ESF's está interrompido, mas tanto as UPA's como os hospitais funcionam normalmente. A Comsercaf também está com trabalho restrito, em função da dificuldade de acessar algumas áreas da cidade.
 
Por causa dos transtornos com o mau tempo, funcionam apenas os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) Rosa Brandão (Conjunto Minha Casa, Minha Vida); Praia do Siqueira e Jardim Caiçara. O prédio da Prefeitura encontra-se sem energia por causa de problemas na rede elétrica. Dessa forma, o atendimento ao público está suspenso e os funcionários serão liberados às 14h. 
 


A situação é crítica na Gamboa, incluindo o shopping da Rua dos Biquinis.
 
 
- Aqui na Gamboa está bastante feio. Tem morador tendo que sair de casa para abrir bueiro no meio da rua pra tentar escoar a água mais rápido, porque a água está entrando na casa de todo mundo. No shopping a maioria dos comerciantes tem prejuízo toda vez que chove, porque a água entra nas lojas e molha as mercadorias. Sendo que o bairro é a beira do Canal (Itajuru) e não tem uma saída, um escoamento para o canal. É morador perdedo móvel e lojista perdendo mercadoria - conta o morador Rodrigo Lisboa.
 
 
ARRAIAL DO CABO
Arraial é uma das cidades mais castigadas pela chuva desta terça. Moradores do Sítio gravaram a enxurrada descendo do Morro da Cabocla.
 
 
 
No Morro da Cabocla, uma pedra deslizou e atingiu uma casa. Segundo o Corpo de Bombeiros, não há registro de feridos.
 
 
A Defesa Civil de Arraial do Cabo informou que as aulas em toda a rede pública foram suspensas. O prefeito Renatiho Vianna gravou um vídeo mostrano a situação na Prainha.
 

"Três deslizamentos em áreas residenciais confirmados e famílias retiradas dos lugares: Beco de Búzios, na Cabocla, Travessa Vera Cruz, e escadaria do Canaã. As famílias foram para casa de parentes. A Prefeitura, através da Assistência Social, colocou o Adolpho à disposição para receber as famílias em zonas de risco. Houve deslizamento também na curva da Prainha, na Rebeche e na Praia do Pontal, mas sem famílias atingidas. Não há registro de feridos. São ao todo, desde quarta feira, 4 famílias retiradas. Todas nas casas de parentes. A estrada para as Prainhas do Pontal foi Interditada. Agentes da Guarda Ambiental e da Guarda Municipal estão nos pontos críticos controlando o trânsito e monitorando a situação. Os agentes da Defesa Civil seguem atendendo a todos os chamados", informa a Defesa Civil cabista.



A orientação é para que moradores que se encontram em áreas de risco de deslizamento, como as encostas dos morros (Prainha, Cabocla, Boa Vista, Rebeche e Pontal), além do Sítio, Castelinho, Praça do Golfinho e centro) deixem suas casas e procurem abrigo em locais seguros, como casa de parentes e amigos, ou a Primeira Igreja Batista de Arraial do Cabo.
 


BÚZIOS
De acordo com a Defesa Civil, nas últimas horas, foram registrados aproximadamente 25 mm de precipitação. Nós bairros mais afetados pelas chuvas há pontos com bolsões de água em Geribá, Manguinhos, Rasa, Cem Braças, Tucuns, Ferradura e Tartaruga.
 

"Até o momento a equipe da defesa civil não registrou nenhuma ocorrência. As Secretarias de Segurança e Serviços Públicos estão atuando com equipes nas ruas monitorando os pontos com bolsões, fazendo desobstrução de bueiros e auxiliando onde necessário. A população pode entrar em contato, em caso de emergência, no novo número de telefone provisório: (22) 2623 6434", informou.
 
 
SÃO PEDRO DA ALDEIA
Até agora foram registradas 32 ocorrêcias. Entre elas de desabamento em residência, sem vítimas. Foram 44 mm de chuva desde as 4h50. A situação é crítica na Estrada do Alecrim.
 
"O problema aqui no Alecrim são as valas, que estão entupidas. Aqui perto corre um pequeno rio que a água toda está vindo pra cá. Tem até peixe. Tá um rio aqui a rua e tem muito lixo. Tem vizinho com a porta da garagem aberta para a água passar porque está tudo alagado do lado de dentro", conta a moradora Micheli Carvalho.
 
 
"A maioria pontos de alagamento e um desabamento de residência, no bairro Campo Redondo, sem vítimas. Não há registros de desabrigados ou desalojados. Os bairros mais atingidos foram: Balneário, Vinhateiro, Praia Linda, Porto da Aldeia, Camerum, Campo Redondo, Rua do Fogo, Porto do Carro e parte do Centro. Foi formado um gabinete de crise pra atender melhor as ocorrências, dentro da Prefeitura, com representantes da Defesa Civil e das Secretarias de Serviços Públicos, Meio Ambiente, Governo e Assistência Social. O município segue em estado de alerta até o domingo, já que há possibilidade de continuidade da chuva. Quem precisar de ajuda deve ligar no número 199", informou a Defesa Civil aldeense.