Assine Já
quinta, 26 de novembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11817 Óbitos: 538
Confirmados Óbitos
Araruama 2355 117
Armação dos Búzios 1070 16
Arraial do Cabo 388 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1107 40
São Pedro da Aldeia 1801 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Caixa

Caso Caixa: Procon Estadual enquadra banco

Autarquia notifica estatal por constrangimento à cliente barrada: ‘Exposição vexatória’

22 setembro 2015 - 10h13

RODRIGO BRANCO

Não deve ficar barato o cons­trangimento causado à servidora Maria da Conceição Santos Silva, 53, na agência da Caixa Econômica Federal do centro de Cabo Frio, há uma semana. O Procon Estadual enviou on­tem uma notificação para a sede do banco estatal, em Brasília, pedindo explicações sobre o episódio em que a mulher, de­pois de ser barrada várias vezes pela segurança na porta gira­tória, acabou se despindo para provar que não tinha objetos metálicos. Depois do incidente, que teve repercussão nacional, Maria da Conceição chegou a passar mal e foi atendida por testemunhas.

Depois de receber a notifica­ção, o que deve atrasar um pouco em função da greve dos Cor­reios, a Caixa terá 15 dias para se justificar, sob pena de ser autua­da e multada. Segundo o presi­dente da autarquia, Sérgio Eiras, é dever do Procon-RJ ‘proteger a dignidade da consumidora’, que foi ‘exposta vexatoriamente’. O filho da servidora, Flávio Perei­ra, aprovou a iniciativa.

– Soube que o Procon ia en­trar com uma representação e acho que isso é muito bom, por­que eles não podem fazer o que querem e ficar impunes – disse.

No entanto, apesar de satis­feito com a medida, Flávio dis­se que vai até o fim para que os danos causados à sua mãe sejam reparados. Ele disse que um ad­vogado já foi nomeado e as pro­vas estão sendo reunidas para entrar com uma ação na Justiça. Testemunhas também já se dis­puseram a depor contra o banco.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (22)