Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 479 16
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
carcaça

Carro abandonado há meses nas Palmeiras atormenta moradores

Leitora se diz indignada com a demora na remoção de veículo

23 outubro 2014 - 14h30Por Rosana Rodrigues|Foto do leitor

Uma carcaça de veículo abandonada na Rua Fortaleza em frente ao número 389, no bairro Palmeiras, em Cabo Frio, está irritando os moradores do local.  Dijiane Cardoso diz que o carro está há meses em seu portão e que já recorreu a vários órgãos da prefeitura sem obter êxito.  A moradora informa ainda que acionou, inclusive, a polícia e diz que os vizinhos estão reclamando com ela porque acreditam que o problema deveria ser resolvido por ela.

- Todos os órgãos jogam pra cima da Guarda Municipal e informam que eles têm que remover com o reboque. No entanto, os funcionários revelam que não podem recolher porque estão sem reboque há mais de três meses e que o veículo está sem combustível. Já o reboque particular não pode recolher porque não sabe para onde levar. É um jogo de empurra interminável – diz irritada Dijiane.

O secretário de Serviços Públicos, Adalberto Porto, informa que o reboque não está operando por causa de problemas contratuais com a empresa que fornece o serviço, o que impede que o veículo entre em operação. Porto ressalta que a moradora pode dar entrada na Guarda Municipal por meio de memorando em pedido de retirada da carcaça. No entanto, o recolhimento do veículo não pode ser garantido por ele até que seja conhecido a procedência do carro.

- Enviaremos uma equipe até o local para avaliar se o automóvel é produto de roubo. Caso não seja , providenciaremos a retirada da carcaça – informou o secretário.