Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 479 16
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
canil

Canil de Cabo Frio ganha o Facebook e reforça que não está recebendo animais

Superintendente diz que é comum que as pessoas abandonem animais por lá

22 janeiro 2017 - 09h58Por Filipe Rangel
Canil de Cabo Frio ganha o Facebook e reforça que não está recebendo animais

A Superintendência de Proteção aos Animais de Cabo Frio lançou, na semana passada, uma fan page no Facebook para divulgar o trabalho feito no Canil Municipal e ao mesmo tempo contribuir na conscientização dos moradores da cidade com relação aos bichinhos. Desde então, a página já relatou casos tristes, como o do cãozinho Feijoada, um vira-latas preto que foi abandonado no canil com a pata fraturada.

Segundo a superintendente Carol Midori, o animal foi deixado lá por um senhor não identificado, que afirma ter encontrado Feijoada na rua. Ele disse ainda não poder arcar com os custos da saúde do bicho, que tinha um curativo na pata fraturada. No entanto, segundo Midori relata na postagem que teve reações de tristeza por parte dos seguidores da página, a bandagem estava velha e cheia de vermes. 

Sensibilizada com o caso de Feijoada, a superintendente orçou uma cirurgia com veterinários locais e conseguiu o menor preço de R$ 1.300. Como a Superintendência não tem orçamento para tal, Midori está pedindo doações para pagar a cirurgia do cão. Ela ainda reforçou que a prática de abandonar animais feridos ou em qualquer estado de saúde não é aceitável e pediu responsabilidade, ainda mais porque, no momento, segundo ela, o Canil Municipal não tem condições de receber nenhum animal. Em entrevista recente à Folha, ela destacou que o momento é de "botar a casa em ordem", o que está sendo feito por meio de mutirões de limpeza e de arrumação no local.

Para contribuir com o Feijoada: