Assine Já
terça, 19 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ASSISTÊNCIA SOCIAL

Campanha 'Rede do Bem' vai arrecadar alimentos nos pontos de vacinação em Cabo Frio

Doações serão destinadas a entidades inscritas no Conselho Municipal de Assistência Social

14 maio 2021 - 09h35Por Redação

A partir da próxima quarta-feira (19), moradores de Cabo Frio que comparecerem a qualquer um dos pontos de vacinação contra a Covid-19 (posto de saúde ou drive-thru) poderão fazer doações de alimentos não perecíveis. A ação, não obrigatória, faz parte da campanha “Rede do Bem”, criada pelo prefeito José Bonifácio através do Decreto Municipal Nº 6.523, de 30 de abril de 2021, e publicado na última terça-feira (11) na edição Nº 195 do Diário Oficial.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, com o auxílio da Secretaria Municipal de Saúde, ação prevê que os alimentos arrecadados sejam doados para entidades sem fins lucrativos que estejam regularmente inscritas no Conselho Municipal de Assistência Social. A arrecadação de alimentos seguirá as orientações sanitárias de distanciamento social.

Para a realização do decreto, o prefeito José Bonifácio (PDT) levou em consideração as medidas de isolamento social adotadas para conter o avanço da pandemia do coronavírus, já que a suspensão ou restrição de atividades econômicas, por razões de emergência sanitária, provocam forte desaceleração das atividades econômicas, e causam perda de renda para os trabalhadores.

Segundo o decreto assinado pelo prefeito, os pontos de imunização servirão como pontos de coleta dos alimentos e a distribuição será feita pela Secretaria Municipal de Assistência Social, que poderá ser auxiliada por equipes de outras Secretarias.

Pelo Decreto Municipal, caberá à Assistência Social verificar as condições de consumo dos alimentos recebidos antes de fazer a doação para as entidades, observando também a data de validade constante no rótulo, realizar o monitoramento e elaborar relatório de execução, informando a quantidade de alimento arrecadada enquanto perdurar a campanha.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.