Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 256 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 465 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
dengue

Campanha contra a dengue continua até próximo dia 18

Militares reforçam combate ao mosquito transmissor

16 fevereiro 2016 - 09h36

O combate ao Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya continua esta semana em várias cidades da Região dos Lagos. Após o Dia D no último sábado, que contou com atuação das Forças Armadas na distribuição de material informativo e orientação a moradores e turistas, os militares visitam casas e estabelecimentos. Em Cabo Frio, dois mil domicílios foram visitados e em Arraial os principais pontos da cidade.

Ontem 500 militares atuaram no combate ao foco do mosquito com larvicida nos bairros São Cristóvão, Guarani e Jardim Caiçara e, no segundo distrito, os bairros de Botafogo, Santo Antônio, Unamar e Aquarius. Cerca de 300 domicílios foram visitados. Segundo o suboficial Caldas, além da falta de cuida- do, falta informação às pessoas. Ele contou que numa das visi- tas em uma residência em Cabo Frio, onde todos estavam com dengue, a dona da casa afirmou que não havia focos de Aedes. O militar vistoriou todo o quintal, que estava livre, mas o perigo morava dentro de casa.

– Atrás da geladeira tem o reservatório de degelo que acumula água e tinha muitos focos. As pessoas tem que retirar o líquido com frequência – informou, acrescentando que muitos focos do Aedes estão sendo encontrados em Cabo Frio.

– Mas as pessoas são receptivas à abordagem da campanha e vamos conseguir vencer essa guerra – afirmou.

Em Arraial, a ação se concentrou no pórtico de entrada, praças de Monte Alto, Figueira e Centro de Arraial do Cabo, nas imediações do Hospital Geral e nas Praias dos Anjos, Grande e Prainha. Hoje, a visitação continua com 84 militares e 60 agentes de saúde e de endemia.

Búzios e São Pedro – Com 0,04% de infestação, um dos menores da Baixada Litorânea segundo margem do Ministério da Saúde, que é de 1%, Búzios promove no próximo sábado o Dia D contra o mosquito. Em São Pedro foram encontrados 20 focos do mosquito e os 720 militares visitaram 5 mil casas. Foram vistoriados os bairros Praia Linda, Balneário, Recanto do Sol, Estação, Fluminense, Bela Vista, Centro, Nova São Pedro, Porto da Aldeia, Mossoró, Poço Fundo, Praia do Sudoeste, Baleia, São João (praça), Campo Redondo, Baixo Grande e Parque Estoril.