sábado, 20 de abril de 2024
sábado, 20 de abril de 2024
Cabo Frio
21°C
Park Lagos Super banner
Park Lagos beer fest
Geral

Caminhão invade escola e atinge muro de sala de aula em Iguaba Grande

Segundo informações da prefeitura, crianças estão feridas, mas sem gravidade

06 novembro 2017 - 11h04Por Redação I Foto: Araruama News
Caminhão invade escola e atinge muro de sala de aula em Iguaba Grande

nicipal Deputado Cláudio Moacyr de Azevedo, em Iguaba Grande, foi quebrada na manhã de ontem por um grande susto. O motorista de um caminhão que transportava tijolos tentou frear em uma descida, mas perdeu o controle do veículo. Antes de invadir a unidade, o caminhão bateu em um carro que estava estacionado na Rua Nossa Senhora da Conceição, no bairro Iguaba Pequena. Com o impacto, o veículo tombou e acertou em cheio a parede de duas salas de aula de turmas do Ensino Fundamental, com 30 alunos cada.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Iguaba Grande, 17 crianças, todas entre 11 e 14 anos, foram atendidas e levadas para o pronto-socorro da cidade. Apesar da gravidade do acidente, todas tiveram apenas escoriações leves e foram liberadas após ficarem em observação. O motorista do caminhão também ficou ferido levemente, mas o ajudante chegou a ficar preso às ferragens, de onde precisou ser retirado pelos Bombeiros. Com uma fratura na perna, ele foi removido para o Hospital Regional de Araruama.

Três viaturas do Grupamento de São Pedro da Aldeia e uma de Cabo Frio foram enviadas para a realizar o socorro das crianças. Homens da Guarda Municipal e da Polícia Militar também foram ao local para ajudar nos trabalhos. O acidente logo provocou uma grande aglomeração de pais e responsáveis, preocupados com os filhos, e também de curiosos. Por conta do ocorrido, a Secretaria de Educação suspendeu as aulas na unidade por tempo indeterminado.

Em um vídeo publicado na página da prefeitura, a prefeita Grasiella Magalhães (PP) também se pronunciou dizendo que da forma como ocorreu o acidente, “poderia ter acontecido uma tragédia”.

– Temos que agradecer a Deus porque poderíamos estar vivendo um luto na nossa cidade – declarou.

 

(*) Matéria atualizada em 6/11 às 20:32h.