Assine Já
terça, 29 de setembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8330 Óbitos: 430
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 491 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2757 145
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1341 54
Saquarema 1180 68
Últimas notícias sobre a COVID-19
camara municipal

Câmara nega requerimentos para investigação na Saúde

Petição de Aquiles Barreto (SD) foi derrotada por 13 vereadores

20 maio 2015 - 09h05
Câmara nega requerimentos para investigação na Saúde

Por 13 votos contra, dois a favor e uma abstenção, a Câmara de Cabo Frio derrubou requerimento do vereador Aquiles Barreto (SD) que solicitava dados oficiais sobre contratos com fornecedores, condições estruturais e de equipamentos, além de critérios adotados para as demissões na Saúde. Por conta disso, junto com Celso Campista (PSB), Aquiles encaminha hoje ofício à Prefeitura para participar das inspeções aos hospitais. A Câmara já havia negado anteriormente o pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

– Os vereadores sobem à tribuna para dar basta nos discursos, pedem ação e transparência, mas na hora de votar, fica tudo na mesma. Não tive essas informações, então, ao menos, quero exercer meu direito de fiscalizar e participar das inspeções – afirmou Aquiles.

O vereador Celso Campista criticou a ausência de vereadores da comissão e também o mau uso dos recursos dos royalties. Ele comparou o resultado da aplicação da verba em Cabo Frio e Rio das Ostras.

– Se ele (prefeito) quer transparência, deveria ter vindo a esta casa para formar a comissão, mas esta Casa não acompanha (as inspeções), então não tem grande valia. Estamos aqui para fiscalizar e o papel do vereador foi tomado – disse.

Já o líder do governo na Câmara, vereador Taylor Jasmim (PRB), ao usar a tribuna esvaziou a solicitação de Aquiles e ainda a classificou como oportunista. Taylor reiterou a posição do prefeito Alair Corrêa (PP) de investigar junto com o Ministério Público.

– Não tem razão de ser (o requerimento). Vários vereadores usaram a tribuna para se queixar e pedir medidas e assim o prefeito está fazendo. Atualmente não é cabível o pedido. Vamos derrubar – conclamou aos pares.

O vereador Vinícius Corrêa (PP) reclamou da falha no repasse do governo do estado, no valor de R$ 600 mil, para manutenção das Upas do Parque Burle e de Tamoio. Segundo ele, desde janeiro a verba não chega aos cofres municipais.

Estado na berlinda com

Delegacia de Tamoios

Além das questões envolvendo a saúde cabofriense, o terreno que abrigaria a Delegacia Legal de Tamoios, que possui 1.440m², também foi alvo de questionamentos na sessão de ontem. Ao usar a tribuna, Vinícius Corrêa criticou o parecer técnico feito pela chefia da Polícia Civil, que justificou a recusa da área em função de a mesma estar dentro de um loteamento.

– O terreno é plano, perfeito. Em outras cidades tem que procurar para achar a delegacia e aqui todo mundo tem acesso. O deputado estadual Janio Mendes sabe disso? Vamos engolir ou ele também como vice-líder do governo estadual vai pedir para rever? Desculpa esfarrapada, esdrúxula, assim como foi com o batalhão – disparou.

Segundo o deputado estadual Janio Mendes (PDT), “quem indicou o terreno para construção da delegacia foi um servidor da Prefeitura”. Ele afirmou ainda que o coordenador do Programa Delegacia Legal, César Campos, disse, na sexta, que o Estado pede para que seja aberta servidão no Condomínio Long Beach para ter acesso à RJ-106.