Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
uber

Cabofrienses ouvidos são contra proibição do Uber

Eles rechaçam o projeto de lei proposto pelo vereador Vanderlei Bento (PMB)

06 janeiro 2017 - 19h13

O projeto de lei do vereador Vanderlei Bento (PMB), que proíbe o Uber em Cabo Frio, ainda nem entrou em votação, mas os cabofrienses já têm o veredito: reprovado. Eles ressaltaram a necessidade da concorrência para melhorar o serviço do táxi.

Para o empresário Leonardo Corado, 26, a circulação de carros do Uber não é suficiente para prejudicar o movimento dos táxis.

– Abriu a concorrência. Se há uma farmácia, depois abre outra, é uma concorrência. Por que o táxi não pode ter? – comenta.

O engenheiro Rodolfo Rodrigues, 58, também não está satisfeito com o projeto.

– A concorrência é sempre saudável. O objetivo não é favorecer o taxista, mas sim favorecer a população – explica.

A estudante Jhennifer Lacerda, 24, considera o táxi muito caro.

– Sou contra a proibição porque o Uber é mais barato. O preço do táxi é um absurdo. Mal entro e já preciso pagar R$ 5. Temos que pagar caro em tudo, inclusive no ônibus – argumenta ela.

Para o aposentado Mário Bispo, 66, a concorrência só faz melhorar o serviço prestado.

– O Uber tem uma oferta melhor, que oferece maior conforto e um diferencial no atendimento.

Quem também está insatisfeito com os valores cobrados é o representante comercial Fernando Dias, 59, que defende a atuação da empresa, mas regulamentada.

– Sou contra a proibição. Uber tem no mundo inteiro. Tem que ter uma legislação para regulamentar – afirma ele.