Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
COM A CABEÇA NO VERÃO

Prefeitura de Cabo Frio vai formar grupo de trabalho para planejar alta temporada

Entidades repercutem fala de secretário de Governo, Davi Souza, na live Papo de Jornalista

17 julho 2021 - 11h05Por Rodrigo Branco

Cabo Frio tem vários problemas imediatos para resolver, como a gestão da Saúde durante a pandemia de Covid-19 e os buracos nas ruas, mas a Prefeitura também já está com a cabeça na alta temporada. O planejamento da cidade para o verão está na lista de prioridades do novo secretário de Governo, Davi Souza, conforme revelou com exclusividade na edição da segunda-feira, dia 12, da live ‘Papo de Jornalista', projeto conjunto da Folha dos Lagos e do Portal Fonte Certa.

De olho no avanço da vacinação contra a Covid, Davi afirma que o município já projeta o pós-pandemia com base na atividade turística, depois de um longo período de restrições e dificuldades para todos os setores econômicos.

– Eu costumo ser transparente. Ainda nessa semana pretendemos fazer um grupo de trabalho para pensar no verão. Assim que tivermos uma segurança sanitária, com vacinação, o verão vai ser o maior propulsor de desenvolvimentos e empregos em Cabo Frio. Toda população da cidade vai conseguir ter um retorno financeiro e vamos tentar amenizar esse prejuízo de quase dois anos de precariedade do comércio e hotelaria – disse o secretário.

Representantes dos segmentos empresariais aguardam com ansiedade a divulgação do planejamento da Prefeitura, mas já se mobilizam por contra própria, antes mesmo de se reunirem com o poder público.
O presidente da Associação Comercial, Industrial e Turística (Acia), Renato Marins, acredita que haverá uma grande procura pela cidade na alta temporada, uma vez que se espera que boa parte da população adulta esteja imunizada até o fim do ano. Ao saber das intenções do secretário de Governo, Martins disse que pretende procurá-lo para trocar ideias e mostrar o projeto que está sendo elaborado com outros segmentos e será apresentado, por fim, ao prefeito José Bonifácio (PDT).

– Uma das nossas maiores preocupações é exatamente a retomada. Porque se nós não planejarmos nada, nada vai acontecer. Entrei em contato com as partes em cima do planejamento do turismo, principalmente da baixa e alta temporada. Isso é igual a um quebra-cabeças, tem que ir montando as peças. Tenho o apoio do Sindcom [Sindicato do Comércio Varejista da Região dos Lagos]; do pessoal da moda praia da Gamboa, e agora falta conversar com o Convention Bureau. Depois vamos chegar no poder público – explica o empresário.

A presidenta do Cabo Frio Convention e Visitors Bureau, Maria Inés Oliveros, também já vislumbra um cenário diferente do que foi registrado no último verão, a partir da imunização em massa da população. Diante do quadro, Maria Inés está otimista quanto à alta temporada. 

– A gente está conversando, com todo mundo alinhado e procurando ver a melhor forma como a gente vai se preparar com verão. Vai ter uma reunião de planejamento, mas já estamos fazendo reuniões com o Sebrae. Será o planejamento estratégico para a melhoria de toda cadeia produtiva do Turismo. Estamos confiantes que vai ser um verão bom, até porque vai estar todo mundo vacinado. Tanto o setor privado quanto o público têm que se preparar – ressalta.

Mas não é apenas a classe empresarial que esfrega as mãos, na expectativa de uma temporada 2022 mais bem sucedida. Os trabalhadores da praia também esperam que a Prefeitura apresente um planejamento que permita a eles conseguirem trabalhar sem a concorrência dos ‘forasteiros’, ou seja, dos ambulantes e barraqueiros que chegam à cidade apenas para o verão.

No momento, está aberto o recadastramento dos trabalhadores das praias e, segundo algumas declarações públicas do próprio prefeito Bonifácio, apenas os moradores da cidade terão licença para vender produtos. Mas além de quem vem de fora, a preocupação é com as atuais limitações impostas pelo decreto municipal, que hoje permite o uso de apenas sete jogos de mesas com quatro cadeiras [antes eram 25], além de dez guarda-sóis.

De acordo com o presidente da Associação dos Barraqueiros da Praia do Forte, Valdemir da Costa, o Pelé da Praia, a restrição dificulta dar conta das despesas dos barraqueiros, que podem chegar a R$ 10 mil mensais, incluindo equipe, aluguel de cozinha e de veículos para transportar as barracas, que precisam ser desmontadas diariamente. Apesar das ponderações, Pelé afirma que é a favor do ordenamento nas areias. 

– Sobre o verão, a gente quer organização, a associação luta por isso. As barracas padronizadas, numeradas, onde o poder público, junto com a gente vai poder identificar as barracas que são documentadas. Aí sim, a praia vai estar organizada. Se não tiver isso, vai ser a bagunça de sempre, com vereador loteando espaço para os seus apadrinhados, fazendo a praia de curral eleitoral – disparou.   

Reforma do Mercado Sebastião Lan será via parceria público-privada

Durante a entrevista aos jornalistas Rodrigo Branco e Luciano Motta, durante a live ‘Papo de Jornalista’, o secretário de Governo Davi Souza desmentiu boatos de que a gestão do Mercado Sebastião Lan, próximo à Rodoviária de Cabo Frio, será privatizada. De acordo com Davi, o Prefeitura conversar para que a reforma do espaço, inclusive do galpão fechado há mais de três anos, seja feita por meio de uma parceria público-privada.

– Surgiu uma ‘fake news’ dizendo que Zé vai privatizar o Mercado Sebastião Lan. Não tem nada a ver, isso é mentira, não vai acontecer. O que se está pensando, uma proposta para o mercado é uma parceria público-privada para aquela gestão, para reforma e melhor aproveitamento do espaço, dentro dessa linha público-privada e não privatização. Quando se pensa em privatização, acham que vai se expulsar todos os feirantes e ficar uma coisa só para elite. Não é nada disso – disse o secretário.

Confira abaixo, na íntegra, a live Papo de Jornalista com a participação do secretário de Governo, Davi Souza:

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.