Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53859 Óbitos: 2198
Confirmados Óbitos
Araruama 12575 449
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15647 903
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7057 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
TOMBO

Cabo Frio recebe menor repasse trimestral de royalties desde 2016

Município recebeu apenas R$ 514 mil este mês contra R$ 3,1 milhões em fevereiro

15 maio 2020 - 19h04Por Rodrigo Branco

Cabo Frio recebeu do Tesouro Nacional, nesta quarta-feira (13), o menor repasse trimestral de royalties do petróleo em quase quatro anos. Segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP), em maio, o município teve direito a apenas R$ 514 mil de participações especiais, que é uma compensação financeira extraordinária devida pelos concessionários de exploração e produção de petróleo ou gás natural para campos de grande volume de produção.

Em agosto de 2016, em plena crise do setor petrolífero, o município havia recebido somente R$ 91,9 mil. Em maio do mesmo ano, a arrecadação com o recurso foi ainda mais baixa: R$ 38 mil. Em relação ao pagamento anterior, de R$ 3,1 milhões, recebido em fevereiro deste ano, a queda foi de 83%.

A drástica redução na parcela trimestral dos royalties reforça a tendência noticiada pela Folha no último dia 24. Na ocasião, o município recebeu o menor repasse mensal desde maio de 2018. Cabo Frio recebeu R$ 9,9 milhões, valor 25% menor que a cota recebida em março, de R$ 13,1 milhões. Foi a primeira vez em quase dois anos, que o município recebeu uma cota mensal menor do que R$ 10 milhões.

Como pano de fundo, existe a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, que provoca brusca redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional. Nesta sexta (15), por exemplo, o barril do tipo Brent (valor de referência para cálculo dos royalties) fechou em torno de 32 dólares, um dos menores valores dos últimos anos.

O administrador, mestre em Economia Empresarial e professor universitário Leandro Cunha confirmou que o preço do barril 'é o vilão da vez'.

– O preço do barril saiu de um patamar de 60 dólares para vinte e poucos dólares. É uma redução muito significativa. É uma queda de mais de 50% no preço do barril e isso, obviamente vai impactar muito na arrecadação de royalties. A gente já estava prevendo uma redução drástica no estado do Rio, de R$ 27 bilhões para R$ 18 bilhões. Pelo que eu sei, a ANP está mudando os parâmetros [de cálculo] que ela usava – explica.

Conforme o secretário municipal de Fazenda, Clésio Guimarães Faria, antecipou para a Folha, para este mês, a expectativa é que Cabo Frio receba em torno de R$ 6,5 milhões. O tombo ocorre em meio a um contexto de redução da arrecadação própria. O motivo serve de alegação para que o pagamento dos salários continue fracionado.

– Nossa arrecadação total caiu R$ 12 milhões de março para abril. Isso é um terço de tudo o que a gente arrecada por mês. Foi isso que provocou esse descompasso. E vai cair ainda mais, a não ser que chegue essa ajuda do Governo Federal – disse Clésio, esta semana.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.