terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
ECONOMIA

Cabo Frio lidera ranking regional de municípios com mais empresas abertas em 2024

Levantamento da Jucerja leva em conta novas constituições feitas entre janeiro e maio deste ano

10 junho 2024 - 08h13Por Redação
Cabo Frio lidera ranking regional de municípios com mais empresas abertas em 2024

De janeiro a maio de 2024 o estado do Rio de Janeiro ganhou 30.246 novas empresas. É o que revela um levantamento feito pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) que, em maio, registrou 5.953 novos negócios em território fluminense (a segunda melhor marca de todos os tempos, nos cinco primeiros meses do ano, atrás apenas do número registrado em 2022, quando foram abertas 30.710 novas empresas).

No ranking estadual Cabo Frio ocupa a  oitava posição com 599 empresas abertas. Nas posições anteriores estão Rio de Janeiro (15.783), Niterói (2.144), Duque de Caxias (1.157), São Gonçalo (1.028), Nova Iguaçu (855), Campos dos Goytacazes (739) e Petrópolis (679). Araruama, que ocupa a 20ª posição no ranking do estado (240 novas empresas), está em segundo no ranking da Região dos Lagos, seguido de São Pedro da Aldeia (24º lugar) com 167 novas empresas abertas entre janeiro e maio deste ano; Búzios (26ª) com 158; Saquarema (28ª), 149; Arraial do Cabo (53ª), 44, e Iguaba Grande (61ª) com 32. Os números seguem em atualização diária.

– Novas empresas significam mais oportunidades de negócios, maior oferta de bens e serviços, e empregos e renda para a população, impulsionando o desenvolvimento econômico do estado. Esse cenário que temos hoje no estado do Rio reflete as políticas públicas de incentivo ao empreendedorismo, que executamos, e o ambiente de negócios, juridicamente seguro, que estabelecemos desde o início de nossa gestão – comentou o governador Cláudio Castro.  

Das 5.953 empresas abertas em maio em todo o estado, 5.354 são referentes a constituições. Também estão computadas 496 aberturas de filiais e 103 inscrições de transferências. Entre as principais atividades dos novos negócios estão serviços de escritório e apoio administrativo (1.128), consultórios médicos (921) e comércio de artigos de vestuário e acessórios (776). 

– Os números comprovam que estamos caminhando para fechar mais um ano de êxito no desenvolvimento econômico do nosso estado. Quanto mais empresas forem abertas, mais oportunidades de empregos para a sociedade e maior a geração de renda. Para isso, estamos investindo num ambiente de negócios mais desburocratizado, moderno, ágil e simplificado – disse o presidente da Jucerja, Sergio Romay.