Assine Já
segunda, 25 de outubro de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
AINDA MAIS FLEXÍVEL

Cabo Frio libera comércio em praças e ruas, mas praia continua interditada

A partir do dia 15, hotelaria poderá receber turismo de lazer, se município estiver na zona laranja

01 julho 2020 - 16h14Por Redação

A Prefeitura de Cabo Frio anunciou nesta manhã que, a partir deste sábado (4), o município começará uma fase de maior flexibilização nas atividades econômicas. De acordo com a Prefeitura, desde segunda-feira, os integrantes do Gabinete de Gestão de Crise se reúnem para avaliar o cenário e a adoção das novas medidas, com o conhecimento do Ministério Público. Um novo decreto será editado pelo governo municipal nesta sexta-feira (3).

Uma das principais alterações entre as medidas já adotadas é a liberação das atividades de permissionários nas praças e ruas, incluindo ambulantes e os trabalhadores de feirinhas, como a da Praça da Cidadania. O segmento chegou a fazer um protesto na segunda-feira, que incluiu o fechamento da Ponte Feliciano Sodré. Os boxes de gastronomia, artesanato e vendas de artigos em geral, carrocinhas, food trucks, trailers e similares também foram autorizados a voltar ao trabalho, desde que não disponibilizem mesas e cadeiras para clientes.

De outro lado, o acesso e a permanência nas praias permanecem proibidos. Nesses locais, não será permitida a atividade de ambulantes, barracas, carrocinhas e similares; assim como aluguel de pranchas, caiaques e outros equipamentos para uso recreativo. Por sua vez, a partir de sábado (4), as praias ficam liberadas para a prática de esportes individuais e de atividades náuticas tais como surfe, bodyboard, canoagem (individual ou em equipes), exceto os que fazem uso do solo público para locação desses materiais para entretenimento. O mergulho profissional e recreativo também será permitido, dentro de condições que serão estabelecidas pelo novo decreto.

Hotelaria poderá receber turismo de lazer

Ao segmento de bares e restaurantes, que está autorizado a funcionar desde o começo de junho, será permitida, também a partir deste sábado, a junção de até dois jogos de mesa perfazendo a capacidade total de até seis pessoas do mesmo núcleo familiar. Entretanto, a música ao vivo continua proibida. 

Nos meios de hospedagem, a nova etapa de flexibilização das atividades começa no próximo dia 15, se o município estiver, no máximo, dentro da zona laranja. Nesse caso, o setor que atualmente recebe somente hóspedes do setor offshore, profissionais da área de Saúde e do ramo corporativo, poderá receber o turismo a lazer.

As regras sanitárias serão divulgadas com o decreto, mas a Prefeitura adiantou que a ocupação dos leitos não deverá ultrapassar os 40%. As barreiras de controle também vão passar a permitir a entrada de veículos de passeio com turistas. A restrição aos ônibus e vans de fretamento será mantida.

A Prefeitura anunciou que serão feitas avaliações mensais, até dezembro, que podem culminar em maior abertura no segmento dos meios de hospedagem.

A próxima avaliação será em 12 de agosto e, caso o município permaneça na zona laranja, a ocupação de hotéis e pousadas poderá aumentar para 50%, com liberação dos transfers de passageiros entre os municípios que fazem limite com Cabo Frio. O acesso de veículos de passeio continuaria, assim como a proibição para ônibus de turismo. Essas condições serão mantidas após a segunda avaliação, em 16 de setembro, se o município continuar dentro da zona laranja ou em faixa inferior. Essas condições valem para os meses seguintes, se Cabo Frio permanecer na zona laranja.

A partir da avaliação de 7 de outubro, poderá haver maior abertura nas atividades, se Cabo Frio estiver na zona amarela. Nesse caso, a ocupação da hotelaria poderá subir para 70%, com suspensão das barreiras de controle de acesso. Se o município se mantiver na zona amarela, esse índice subirá para 80%, após avaliação em 11 de novembro; e 100%, em 11 de dezembro.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.