Assine Já
segunda, 18 de outubro de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
CABO FRIO

Cabo Frio contrata 250 fiscais extras para o verão

Anúncio foi feito nesta segunda-feira durante a reunião extraordinária convocada pelo Conselho Municipal de Turismo (CMT)

26 novembro 2019 - 16h41Por Redação

A Prefeitura de Cabo Frio vai contratar 250 fiscais temporários de posturas para ajudar no ordenamento da cidade na alta temporada do verão. O anúncio foi feito nesta segunda-feira durante a reunião extraordinária convocada pelo Conselho Municipal de Turismo (CMT). O asfaltamento das vias de acesso ao Peró começa ainda nesta semana e o réveillon terá queima de fogos apenas no Forte São Matheus. O calendário de eventos de 2020 de Cabo Frio será lançado no dia 17 de dezembro, com a realização de dois grandes eventos ao longo do ano. Os novos fiscais começam a atuar no dia 15 de dezembro.

A reunião foi convocada pelo CMT devido à falta de um Plano Operacional para Cabo Frio na alta temporada do verão. Presidente do CMT, Maria Inês Oliveiros disse que há a previsão de um número recorde de visitantes no verão e que a cidade precisa se preparar. Ela defendeu um consórcio, envolvendo Arraial do Cabo e Búzios, com apoio do Detro e das Polícias Rodoviárias (estadual e federal), como ocorre na Costa Verde, para controlar o fluxo de veículos piratas (vans e ônibus) que provocam transtornos no trânsito no Centro e nas vias de acesso às praias de Cabo Frio:

– Este consórcio seria fantástico. Já levamos a ideia ao Secretário estadual de Turismo, Otávio Leite, mas nada andou. Temos que retomar este projeto com certeza.

Durante a reunião extraordinária, os responsáveis pela mobilidade urbana de Cabo Frio informaram que não há nada planejado para organizar a desordem no trânsito nos bairros Gamboa e Jacaré, que ligam o Centro ao Peró/Ogiva. O roteiro também é usado para os turistas que fazem a rota Arraial-Cabo Frio-Búzios e vice-versa.

O projeto é criar o regime de mão única nas principais vias do bairro, mas os comerciantes do local impediram que a Prefeitura de Cabo Frio fizesse o teste de mobilidade. Há muitas reclamações também sobre a desordem urbana na Rua Samuel Lessa, no Jacaré, onde oficinas funcionam nas calçadas e na rua, rota obrigatória dos turistas.  O caso foi levado ao Ministério Público estadual.

O Secretário municipal de Turismo, Paulo Cotias, informou que sua secretaria incorporou a Superintendência de Eventos. Acrescentou que o réveillon terá balsas se a prefeitura conseguir apoio da iniciativa privada e que os shows da passagem de ano não contarão com grandes estrelas nacionais por falta de recursos. Ele garantiu que o acesso ao bairro Peró, alvo de muitas críticas à Prefeitura por causa do excesso e buracos, será solucionado:

– Todo o recapeamento do acesso ao Peró será feito. O coordenador de Serviços Públicos me garantiu e me autorizou a dar a boa notícia – afirmou.

O secretário de Meio Ambiente, Mário Flávio Moreira, garantiu que até o verão estará em funcionamento a base operacional do Projeto Bandeira Azul numa casa que a Prefeitura está desapropriando na Avenida dos Pescadores, bem próximo da Bandeira Azul. Durante a reunião, foi confirmada a reintegração de Magno Maiques à coordenação do projeto. A medida foi muito reivindicada pela comunidade. Também foi anunciado que o município montará estruturas especiais, no verão, nas praias do Meio e no Pontal, ambas na Praia do Peró.

Todas as quartas-feiras haverá uma reunião na Secretaria de Turismo com representantes da mobilidade urbana. O objetivo é avaliar as ações de controle de acesso de veículos de turismo em Cabo Frio. Nos dois últimos fins de semana, por falta de fiscalização, vans e ônibus piratas usaram vias alternativas para chegarem à Praia do Peró, sem pagar a taxa cobrada para ingresso na cidade.  Representantes da mobilidade urbana disseram que aguardam a contratação de reboques para remoção de veículos estacionados em locais proibidos.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.