Assine Já
quinta, 21 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Cabo Frio autoriza retorno de 70% dos alunos às salas de aula

Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia continuam sem plano de ação para retomada das aulas presenciais ou hídridas

16 setembro 2021 - 07h00Por Redação
Cabo Frio autoriza retorno de 70% dos alunos às salas de aula

A rede municipal de Cabo Frio deu início, esta semana, ao retorno programado de novas turmas às salas de aula em formato híbrido. Atendendo à decisão judicial, 70% dos estudantes estão liberados para frequentar o sistema de rodízio com aulas remotas e presenciais. Para isso, pais e responsáveis receberam uma série de orientações, inclusive sobre os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19. Assim como Cabo Frio, alunos da rede municipal de Arraial do Cabo e Búzios também continuam retornando às salas de aulas de forma escalonada. Já municípios como Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia ainda não anunciaram nenhuma data para retorno dos estudantes.

Em Iguaba, a rede municipal possui cerca de 4.500 alunos, segundo a Prefeitura. Com aulas em formato 100% virtual desde o início da pandemia, em 2020, a Secretaria de Educação da cidade ainda não divulgou nenhum plano para o retorno às salas de aula em formato presencial ou híbrido. Mesma coisa acontece em São Pedro da Aldeia, onde a Prefeitura informou à Folha que a Secretaria de Educação está focada no retorno às aulas no menor prazo possível, garantindo todas as condições de segurança para os alunos e docentes. No entanto, nenhuma previsão de data foi informada.

Em Búzios, segundo a Prefeitura, das 23 escolas municipais, 19 estão funcionando no sistema de rodízio com aulas presenciais desde agosto, enquanto as demais continuam no formato remoto. O retorno presencial foi para alunos do ciclo de alfabetização e dos anos finais do Fundamental I, II e Ensino Médio. Para garantir a segurança de estudantes e professores, as aulas estão acontecendo em formato de rodízio, com 50% dos estudantes a cada semana. “Estamos realizando tudo que nos foi orientado para receber nossos alunos e professores de forma segura. A educação é à base de tudo, nossas crianças e jovens representam nosso futuro”, disse o prefeito Alexandre Martins.

No município de Arraial do Cabo o ano letivo de 2021 teve início de forma virtual em 17 de maio com 4.957 alunos. Já em agosto os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) foram os primeiros a retornarem às salas de aula em formato presencial. Na época, a Prefeitura informou que pelo calendário cabista os alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental retornariam entre os dias 23 de agosto a 4 de outubro. Questionados esta semana se o calendário foi mantido, a Prefeitura de Arraial do Cabo não respondeu à solicitação da Folha. O ano letivo de 2020 no município cabista terminou em maio deste ano, com 4.555 alunos matriculados, e estudando de forma remota com apoio dos Cadernos de Atividades desenvolvidos pelos professores e coordenados pelos supervisores das escolas, e impressos na Secretaria de Educação. 

Em Araruama, um Decreto Municipal chegou a ser publicado tratando do retorno às aulas presenciais da Educação Infantil para crianças de 4 a 5 anos a partir do dia 2 de agosto. De acordo com a publicação, seriam formados grupos de escalonamento, que se referem ao número de alunos que cada turma poderia ter para assistir às aulas semanalmente em formato de rodízio com lotação das salas de aula em até 50%. Cada turma seria dividida em dois grupos de alunos, podendo os pais optarem pelo ensino 100% on-line, ou semipresencial. Também questionados se o calendário foi mantido, a Prefeitura de Araruama não respondeu à solicitação da Folha.

Já em Cabo Frio a Prefeitura antecipou a data prevista para o segundo grupo de estudantes do dia 15 para o dia 13 de setembro, priorizando o atendimento das turmas de 1º, 2º, 5º, 6º e 9º anos de escolaridade. Sobre as escolas que já haviam iniciado as atividades presenciais em agosto, a Prefeitura informou que elas passaram a atender mais turmas, de modo a alcançar o limite máximo de até 70% dos alunos de forma presencial, sendo 50% de alunos com formato presencial e 50% com ensino remoto. “As escolas que tenham condições de atender 100% das turmas, poderão fazê-lo, entretanto, devem apresentar a situação ao Conselho Escolar para aprovação”, informou a Prefeitura. Sobre as turmas de creche, o retorno presencialmente deve acontecer somente no mês de outubro, caso o bandeiramento do Estado esteja na cor verde.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.