Assine Já
domingo, 07 de março de 2021
Região dos Lagos
26ºmax
22ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 27215 Óbitos: 935
Confirmados Óbitos
Araruama 6957 183
Armação dos Búzios 3258 33
Arraial do Cabo 865 38
Cabo Frio 7501 359
Iguaba Grande 2573 58
São Pedro da Aldeia 3610 130
Saquarema 2451 134
Últimas notícias sobre a COVID-19
TOLERÂNCIA ZERO

Cabo Frio abre guerra contra poluição sonora e aglomerações no Carnaval

Prefeitura diz que fiscalização vai atuar para coibir festas, blocos e eventos clandestinos

12 fevereiro 2021 - 15h00Por Rodrigo Branco

A Prefeitura de Cabo Frio anunciou que terá tolerância zero contra o som alto e as aglomerações nos próximos dias, período referente ao Carnaval no calendário civil-religioso, mas que não terá festejos oficiais em função da pandemia de Covid-19.  Ainda assim, o município se prepara para a chegada de cerca de 300 mil visitantes no feriadão, segundo estimativas da Secretaria-Adjunta de Turismo.

Para impedir abusos, o governo municipal promete colocar todo o efetivo nas ruas e praias. A operação especial começa a partir deste sábado (13), e conta com agentes das equipes da Guarda Civil Municipal, da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), do Grupamento de Trânsito e da Guarda Marítima Ambiental da Fiscalização de Posturas e da Secretaria de Meio Ambiente e Saneamento. O trabalho terá o apoio de 165 policiais militares, enviados pelo Governo do Estado para reforçar o contingente do 25º Batalhão.

 – Quem estiver usando caixa de som, seja na orla ou na rua, vai ter o equipamento apreendido. Tolerância zero para este tipo de infração. A população pode ligar e denunciar pessoas ou estabelecimentos comerciais que estiverem fazendo uso de som alto, através do (22) 99810-0396, e quem atende é a Secretaria de Meio Ambiente, que atua no combate à poluição sonora – explica o secretário-adjunto de Turismo, Carlos Cunha.
 
No fim do mês passado, a Associação dos Blocos e Atividades Carnavalescas (Abaccaf) já havia confirmado o cancelamento da folia de rua oficial, entretanto, a Prefeitura ficará atenta a possíveis tentativas de burlar o decreto municipal em vigor, que proíbe qualquer tipo de festejo. Equipes fazem o monitoramento nas redes sociais para catalogar todos os anúncios de eventos clandestinos.

– O decreto em vigência proíbe a realização de festas e eventos que gerem aglomeração de pessoas, sejam eles em barcos ou lanchas, bares, barracas, quiosques, casas, clubes ou nas ruas. Já avisamos de antemão, se os organizadores insistirem serão penalizados, pois os fiscais vão acabar com a festa – complementou Cunha. 

O trabalho de fiscalização nas ruas se estenderá para coibir a ação dos flanelinhas. Durante o Carnaval, equipes da Romu, da Polícia Militar, em conjunto com agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, vão combater a ação criminosa das pessoas que estiverem cobrando irregularmente pelo estacionamento de veículos nas ruas da cidade.

Com relação ao acesso à cidade, a Prefeitura já bateu o martelo e descartou o retorno das barreiras sanitárias, pelo menos, por enquanto.
 
– Em análise técnica chegou-se à conclusão que é inviável colocar barreiras nas 15 entradas existentes na cidade. Além do que, conforme já ocorreu, as barreiras sanitárias causam grande congestionamento, parando toda a região. É ilusão achar que este tipo de controle tenha mais eficácia do que os outros já realizados na cidade – finalizou o secretário-adjunto de Turismo.

(*) Confira as medidas de ordenamento tomadas pelos demais municípios da região na edição impressa da Folha que está nas bancas.
 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.