Assine Já
sábado, 27 de novembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53350 Óbitos: 2180
Confirmados Óbitos
Araruama 12493 447
Armação dos Búzios 6571 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15299 896
Iguaba Grande 5549 146
São Pedro da Aldeia 7043 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
CARNAVAL 2021

Bombeiros organizam operação para o Carnaval

Operação começa neste sábado (13) e vai até o dia 20 de janeiro

12 fevereiro 2021 - 09h40Por Redação
Bombeiros organizam operação para o Carnaval

Começa neste sábado (13) a operação especial do 18º Grupamento de Bombeiro Militar para o Carnaval. Segundo o chefe de operações do 18º GBM, Capitão Yelsin, cerca de 80 militares fazem parte do efetivo. As equipes para os socorros de incêndio e urbanos contarão, por dia, com 15 militares. A corporação também tem o apoio de dez alunos do curso de formação de soldados guarda-vidas, que já estão treinando e fazendo um estágio nas praias de Cabo Frio. 

– Nosso efetivo vai informar aos banhistas na areia sobre o risco que eles podem correr se nadarem em determinados pontos com valas. Iremos patrulhar áreas como Cabo Frio, Arraial do Cabo e Peró – conta o Capitão. 

A corporação também contará com o apoio da Cruz Vermelha, que será responsável em fazer a coleta dos dados das crianças perdidas, a administração dos dados de possíveis afogamentos para lançamentos de estatísticas e também todo o trabalho informativo de distribuição de panfletos nas praias para ajudar na prevenção contra os afogamentos. 

Ainda de acordo com o capitão, a equipe tem disponível um bote pequeno de 2,5 metros, que cabe quatro pessoas, um bote médio de 7,6 metros, que cabe cerca de 12 pessoas, e duas moto aquáticas, que estarão disponíveis para cobrir as principais áreas, que são Cabo Frio, Arraial do Cabo e Peró. O helicóptero dos bombeiros também será disponibilizado durante os dias de Carnaval. 

Cuidados necessários para evitar o afogamento 
O Capitão Yelsin oferece algumas dicas de como evitar o alto índice de afogamentos durante este período. 

– É importante que o banhista chegue à praia e se informe com o guarda-vidas, que é o profissional responsável pela segurança. Esse profissional irá informá-lo qual é o local ideal para o banho e vai sinalizar as valas com as bandeiras vermelhas. Se o banhista ingerir bebida alcóolica, é importante enfatizar para que ele não tente nadar porque o álcool prejudica o senso de orientação e provoca o cansaço na hora de entrar na água. 

Ele ainda acrescenta que “É importante saber que não se deve tentar ajudar alguém que esteja se afogando porque nunca se sabe como está a situação da vala onde o primeiro afogado está, e qual é o grau de natação, resistência e o conhecimento técnico que essa pessoa que quer ajudar vai ter na hora de tentar salvar alguém”. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.