Assine Já
segunda, 14 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42549 Óbitos: 1631
Confirmados Óbitos
Araruama 10478 329
Armação dos Búzios 5160 57
Arraial do Cabo 1486 81
Cabo Frio 11320 600
Iguaba Grande 4350 105
São Pedro da Aldeia 5809 254
Saquarema 3946 205
Últimas notícias sobre a COVID-19
pânico

Boatos sobre invasão de traficantes do Rio em Cabo Frio são desmentidos por comandante

Coronel afirma que a cidade está com policiamento ostensivo e não há motivo para tensão

27 outubro 2014 - 16h46Por Rosana Rodrigues|Vídeo: Blog Repórter Eduander Silva

A onda de informações por meio das redes sociais de que traficantes oriundos do Rio de Janeiro estariam planejando invadir Cabo Frio para promover uma verdadeira guerra entre facções criminosas e a PM a fim de vingar a morte de quatro pessoas, está descartada pelo tenente-coronel Ruy França, comandante do batalhão da cidade. Segundo ele, a boataria não faz o menor sentido, já que a cidade está com policiamento ostensivo e todo o efetivo do batalhão está nas ruas, inclusive com reforço de outras unidades, como o BPChoque.

- Os traficantes estão utilizando as redes sociais para espalhar o medo e aterrorizar a cidade. Hoje já prendemos duas pessoas responsáveis pela queima do caixa eletrônico ocorrido no bairro São Cristóvão. Estamos trabalhando para garantir a segurança da população. Não há o que temer. As pessoas devem continuar realizando suas atividades normalmente – afirmou o comandante.

O dia desta quarta-feira está semelhante a de um feriado nacional, já que poucos ônibus circulam pelo município, apesar de a empresa que realiza o transporte na região já ter liberado os coletivos para cumprir seus itinerários.

Até mesmo em outros municípios da Região dos Lagos houve reflexo dos conflitos ocorridos em alguns bairros de Cavo Frio. Algumas escolas de São Pedro da Aldeia suspenderam as aulas durante a tarde, já que muitos funcionários não conseguiram chegar às unidades. Os trabalhadores que queriam chegar em Cabo Frio também não tiveram êxito porque os veículos procedentes do município só iam até São Pedro e retornavam para Araruama.