Assine Já
terça, 19 de outubro de 2021
São Paulo
39ºmax
24ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
COMPORTAMENTO DE RISCO

Banhistas descumprem decreto de fechamento das praias em Cabo Frio

Nem mesmo a colocação de grades nos acessos inibe o desrespeito ao isolamento

13 junho 2020 - 17h45Por Rodrigo Branco

O fim de semana em Cabo Frio é marcado pelo desrespeito ao decreto municipal nº 6.266, que proíbe o acesso e a permanência nas praias da cidade como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus. Neste sábado (13), em meio ao feriadão de Corpus Christi, foram registrados flagrantes de banhistas na faixa de areia e até mesmo tomando banho de mar nas praias do Forte e do Peró.

Agentes da Guarda Marítima e Ambiental percorrem as praias para abordar os banhistas. Para tentar evitar o acesso às praias, foram colocadas grades, mas nem os obstáculos inibem o desrespeito à determinação. Com a cidade cheia de turistas, apesar de a Prefeitura ter anunciado barreiras sanitárias nas entradas da cidade, a dificuldade de cumprir o decreto é ainda maior.

– Devido à geografia de Cabo Frio e um baixo efetivo é difícil controlar o acesso à cidade, pois existem muitos caminhos alternativos. Mas estamos todos os dias cobrindo as praias, fazendo o nosso dever que é conscientizar o cidadão a cumprir o decreto em vigor. Estamos cobrindo Praia do Forte, Foguete, Conchas, Peró, e ainda fazendo barreira na entrada da Ilha do Japonês e Conchas pelo antigo estacionamento todos os dias a partir das 6hs da manhã – comentou o superintendente da Guarda, Pierre de Cristo.

As altas temperaturas desse pré-inverno cabofriense, que chegaram a 35 graus neste sábado, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e o feriado prolongado deixaram cheias as ruas da cidade, inclusive de turistas, apesar das recomendações das autoridades para que haja distanciamento social.

– Algumas pessoas perderam a noção do risco iminente, quando ficam expostas a esse vírus, e descumprindo um decreto que está em vigor, como o do Estado que também proíbe a circulação nas praias. É preciso ressaltar que estamos vivendo um momento atípico no mundo, e Cabo Frio infelizmente entrou nessa rota deste vírus que vem diariamente fazendo centenas de vítimas, e as pessoas não colaboram com aquelas que estão na linha de frente para que eles possam ficar em casa com segurança – desabafou o superintendente da Guarda.  

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.