Assine Já
domingo, 28 de novembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53491 Óbitos: 2186
Confirmados Óbitos
Araruama 12497 447
Armação dos Búzios 6580 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15408 901
Iguaba Grande 5564 147
São Pedro da Aldeia 7047 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
NO AZUL

Balança comercial do Rio apresenta superávit no terceiro trimestre do ano

Entre os principais produtos exportados, o óleo bruto de petróleo permaneceu na liderança

10 novembro 2020 - 17h38Por Redação

Pela primeira vez no ano, a balança comercial do Rio de Janeiro apresentou saldo positivo no último trimestre. As exportações entre julho e setembro movimentaram US$ 5,5 bilhões, enquanto as importações somaram cerca de US$ 3,1 bilhões. Com o resultado, o Rio de Janeiro apresentou superávit de US$ 2,4 bilhões no terceiro trimestre, ante um déficit de - US$ 652 milhões no segundo trimestre e de - US$ 1 bilhão no primeiro trimestre. O superávit representa um aumento de 294%, quando comparado ao saldo da balança comercial do mesmo período do ano anterior, que foi de - US$ 1,2 bilhão.  

O resultado foi divulgado no Panorama do Comércio Exterior Fluminense, estudo elaborado pela Superintendência de Relações Internacionais, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico. A pesquisa foi baseada em informações da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia, e da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

Petróleo continua liderando exportações

Entre os principais produtos exportados, o óleo bruto de petróleo permaneceu na liderança, representando 71,9% da pauta comercial (US$ 4 bilhões). As exportações de produtos semimanufaturados de ferro e aço e minérios de ferro apresentaram um aumento, neste trimestre, de 25,9% (US$ 310,4 milhões) e 4,1% (US$ 120,8 milhões), respectivamente. Este aumento se deve à expansão da economia chinesa e à ampliação de sua demanda por commodities, como minério de ferro. Além disso, com a pandemia da Covid-19, também houve um incremento em 238,3% na venda de produtos farmoquímicos (US$ 581,8 milhões).

China é o principal destino das exportações

Com relação ao destino das exportações, a China continua sendo o principal parceiro do Estado. As vendas para este país alcançaram US$ 3 bilhões, representando 55% de tudo que o Rio de Janeiro exportou no 3º trimestre. Isso se deve basicamente ao crescimento de 4,9% do PIB chinês e à retomada das exportações e importações deste país no 3º trimestre.

No período, os embarques de produtos fluminenses para os Estados Unidos somaram US$ 721 milhões. Além da China e Estados Unidos, também figuraram entre os principais destinos dos produtos fluminenses Espanha (US$ 307 milhões); Países Baixos (US$ 205 milhões) e Chile (US$ 213 milhões).

Segundo relatório publicado pela Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento, apesar da queda no comércio mundial de 5% registrada entre o período de julho e setembro, esse valor foi bem menor que o registrado no segundo trimestre, quando a retração foi de 19%, confirmando este avanço.

 



 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.