Assine Já
quinta, 26 de novembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11737 Óbitos: 538
Confirmados Óbitos
Araruama 2347 117
Armação dos Búzios 1060 16
Arraial do Cabo 364 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1069 40
São Pedro da Aldeia 1801 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
audiência

Audiência Pública discutirá implantação de consórcio de saúde em Arraial

O encontro será às 18h na Primeira Igreja Batista do município

02 julho 2014 - 14h38
 
Audiência Pública discutirá implantação de consórcio de saúde em Arraial

O Conselho Municipal de Saúde de Arraial do Cabo promoverá nesta quarta-feira (2), a partir das 18h, uma audiência pública para discutir a implantação do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Litorânea (Cisbali). A reunião é aberta para profissionais da área de saúde, entidades de classe, sindicatos e a população em geral. O encontro será no auditório da Primeira Igreja Batista da cidade, que fica na Rua Martins Afonso, 2, Centro. Para a presidente do Conselho, Sandra Brandão, o encontro é importante para que a população conheça as diretrizes do consórcio que, se implantado, incluirá outros oito municípios da Baixada Litorânea: Cabo Frio, que acaba de mudar a cúpula da Secretaria de Saúde; São Pedro da Aldeia; Armação dos Búzios; Araruama; Casimiro de Abreu; Rio das Ostras; Iguaba Grande e Saquarema.

– Com o consórcio as pessoas dos municípios abrangentes poderão receber atendimento não só nas cidades de origem, como em qualquer outra. Por exemplo, algumas cidades têm centros de referência em tal especialidade, e que talvez não tenha em outra, dessa forma, os moradores serão beneficiados com atendimento de qualidade e gratuito, por meio do Sistema único de Saúde (SUS) – explica.

 Secretário defende parceria – Em entrevista exclusiva à Folha, o secretário municipal de Saúde de Arraial do Cabo, Carlos Alberto Barrozo, defendeu a iniciativa como forma de desonerar o atendimento de emergência nos municípios. Ele afirma, porém, que arestas políticas ainda precisam ser aparadas.

 – O ideal é trabalhar no sistema de consórcio intermunicipal. O Governo Federal até tem estimulado esse tipo de sistema, mas ele não funciona porque se trata de uma ferramenta jurídica que depende dos prefeitos e não dos secretários de saúde. O entendimento técnico para que isso aconteça é o melhor possível, mas falta vontade política de alguns dos prefeitos, o que não é o caso do prefeito Andinho (André Granado, prefeito de Arraial do Cabo), que é o presidente do consórcio – pondera.