Assine Já
segunda, 06 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
21ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
Atlas da Violência

Atlas: Cabo Frio é 5ª cidade mais violenta do interior do Rio em 2017

Pesquisa do Ipea leva em consideração os municípios com mais de 100 mil habitantes

07 agosto 2019 - 18h14Por Redação I Foto: Arquivo Folha
Atlas: Cabo Frio é 5ª cidade mais violenta do interior do Rio em 2017

Cabo Frio está na quinta colocação entre 12 municípios do interior do Estado do Rio que figuram no Atlas da Violência, que acaba de ser divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A pesquisa refere-se ao ano de 2017, quando Cabo Frio registrou o índice de 47,7 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. O estudo leva em conta apenas as cidades que possuem população acima dos 100 mil habitantes.

Apenas no interior fluminense, estão à frente de Cabo Frio os municípios de Araruama, a líder dessa estatística com 59,6 homicídios para cada 100 mil habitantes; Angra dos Reis (59,4); Macaé (50,5) e Rio das Ostras (49,4). No Estado do Rio, como um todo, Cabo Frio está em uma posição intermediária: 17ª colocação entre 27 cidades analisadas.

No geral, os municípios mais violentos na lista estão na Baixada Fluminense, com destaque negativo para o líder Queimados, com 115,6 homicídios para cada 100 habitantes; seguido de Nilópolis (69,0) e Itaguaí (68,4), completando o ‘pódio’. Mas se Cabo Frio tem índices baixos em relação ao topo da lista, apresenta números alarmantes em relação aos municípios da Região Serrana, os mais seguros considerando-se o levantamento do Ipea. Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis não ultrapassam a marca dos 17,1 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes.

Método da pesquisa – O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) analisou 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 e fez um recorte regionalizado da violência no país. O Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, elaborado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que houve um crescimento das mortes nas regiões Norte e Nordeste.

O município mais violento do Brasil, com mais de 100 mil habitantes, é Maracanaú, no Ceará. Em segundo lugar está Altamira, no Pará, seguida de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. O levantamento apontou que, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, Jaú é cidade menos violenta, seguida de Indaiatuba e Valinhos, todas em São Paulo.

O estudo leva em conta o conceito de mortes violentas como somatório do número de agressões, intervenções legais e mortes violentas com causa indeterminada, tomando como referência o município de residência da vítima.

O coordenador do estudo, Daniel Cerqueira aponta caminhos para que a melhoria do quadro atual.

– Há luz no final do túnel para dias com mais paz no Brasil e a luz passa por políticas focalizadas em territórios vulneráveis. Quando essas políticas são feitas e concatenadas com a política de qualificação do trabalho policial, com inteligência e boa investigação, se consegue, a curto prazo, diminuir os homicídios no país – afirma.