Assine Já
quarta, 27 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22503 Óbitos: 742
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2960 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6068 247
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Lagoa

Ativistas e pescadores se reúnem às margens da Lagoa de Araruama, em Figueira

Objetivo é cobrar das autoridades solução quanto ao despejo de esgoto na laguna

21 junho 2015 - 12h28

RODRIGO BRANCO

Membros do Movimento ‘Salve a Lagoa’ e do Núcleo de Educação Ambiental da Bacia de Campos (NEA-BC) fizeram um ato na manhã deste domingo às margens da Laguna de Araruama, na praça principal de Figueira, distrito de Arraial do Cabo, para novamente pressionar as autoridades sobre o despejo de esgoto no local e definir as estratégias e as próximas ações do movimento. De antemão, uma nova manifestação, já foi marcada para o próximo dia 5, nas Palmeiras, próximo ao shopping de Cabo Frio, com a participação da ONG Lagoa Limpa e de outras entidades da área ambiental.

– É um desdobramento das ações do último dia 31 (abraço coletivo realizado em vários pontos da Lagoa) e foi um apelo dos pescadores de Figueira, que também querem participar e a gente está aqui para dar o nosso apoio. O grupo vai estar sempre presente em todos os movimentos – disse a coordenadora do ‘Salve a Lagoa’ em São Pedro da Aldeia e uma das idealizadoras do grupo, Maria Eduarda, a Madu.

Contando com um entreposto de pesca, a praça de Figueira é um dos principais pontos da atividade em torno do ecossistema lagunar que, com a queda na qualidade da água do que já foi a maior a maior lagoa hipersalina do mundo, vê crescer os problemas socioambientais na comunidade. Vale lembrar que, em recente relatório, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) afirmou que 80% do esgoto produzido na cidade são despejados ‘in natura’ na Lagoa.

– Houve uma demanda das pessoas que vieram no dia 31, de se reunir e acompanhar do que se tratava o movimento. Aqui em Figueira, especificamente, o despejo do esgoto ‘in natura’ está incomodando muito os pescadores, que queriam organizar um movimento de pressão às autoridades. Hoje eles não podem pescar aqui. Tentaram ir para Iguaba e para praia, mas houve desavenças com os pescadores desses lugares. A reunião de hoje é para organizar um novo passo de pressão para que algo seja feito – explicou Mariana Arape, do núcleo de Figueira do NEA-BC.

Leia também: 

Inea: 80% do esgoto de Arraial é despejado na Lagoa 

Deputados visitam municípios no entorno da Lagoa de Araruama 

Laudo sobre esgoto despejado na Lagoa de Araruama sai em 15 dias