Assine Já
domingo, 07 de março de 2021
Região dos Lagos
26ºmax
22ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 27215 Óbitos: 935
Confirmados Óbitos
Araruama 6957 183
Armação dos Búzios 3258 33
Arraial do Cabo 865 38
Cabo Frio 7501 359
Iguaba Grande 2573 58
São Pedro da Aldeia 3610 130
Saquarema 2451 134
Últimas notícias sobre a COVID-19
Pandemia

Atividades nas praias: Conselho de Turismo solicita consulta através da Procuradoria sobre liberação em Cabo Frio

Barraqueiros que atuam na Praia do Forte fizeram uma manifestação neste domingo

26 julho 2020 - 13h27Por Redação
Atividades nas praias: Conselho de Turismo solicita consulta através da Procuradoria sobre liberação em Cabo Frio

O Conselho Municipal de Turismo de Cabo Frio pediu à Procuradoria-Geral do Município que faça uma consulta sobre a volta das atividades recreativas e comerciais nas praias da cidade. O objetivo é que o Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública emitam recomendações sobre o tema.

Em ofício assinado com data da última sexta-feira (24) pelo secretário municipal de Turismo, Paulo Cotias, o Conselho de Turismo pede que seja "realizada uma consulta junto à Defensoria Pública e Ministério Público, em caráter de urgência, quanto a liberação de uso recreativo e atividades econômicas nas praias e, em caso positivo, quais serão as recomendações com relação a sua organização".

A Secretaria de Turismo informou à reportagem da Folha que está formatando um curso de padronização, protocolos e boas práticas para os permissionários, que será gratuito e online.

Na manhã deste domingo (26), barraqueiros que atuam na Praia do Forte fizeram uma manifestação. Segundo o barraqueiro Eleazar Ramos, muitos trabalhadores da praia estão passando por dificuldades.

"Foi um clamor a Deus para que dê sabedoria aos órgãos competentes, que dê direção e encontre uma maneira de flexibilizar o comércio nas areias da Praia do Forte, pois muitos dos barraqueiros e ambulantes têm passado por situações difíceis, sem dinheiro e sem poder trabalhar. Muitos nem auxílio emergencial conseguiu, e a Prefeitura e o Ministério Pública não têm nos ajudado em nada. Não podemos ficar sem alimentar nossa família. Só queremos trabalhar", disse ele.

A presidente da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio (Acia), Patrícia Cardinot, disse que a categoria precisa de atenção.

"Os ambulantes de nossa cidade estão, nesse momento, organizando uma manifestação de forma pacífica, na orla da Praia do Forte. Precisam de atenção urgente por parte do poder público. A situação deles é insustentável se pararmos e analisarmos. Vejo, nesse momento, as areias da Praia do Forte tomadas por pessoas e isso deve deixar os ambulantes desesperados por não poderem atuar, já que não está tendo o controle das areias e todos estão curtindo, tranquilamente, instalados com guarda sol", disse Cardinot em nota direcionada ao prefeito Adriano Moreno (DEM).

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.