Assine Já
segunda, 06 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
21ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
MAIS COBRANÇAS

Associações pedem reabertura das praias e liberação das casas de aluguel em Cabo Frio

Ambulantes, barraqueiros e donos de imóveis legais entregaram documento na Prefeitura

24 agosto 2020 - 20h22Por Redação

Depois dos hoteleiros, é a vez dos barraqueiros, vendedores ambulantes e donos de casas de aluguel fazerem reivindicações junto à Prefeitura de Cabo Frio.  Ontem, representantes das Associações de Imóveis Legais para Hospedagem e Alojamentos de Cabo Frio (Ailha) e de Barraqueiros da Praia do Forte, e do Sindicato do Empreendedor, Ambulantes e Camelos dos Municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia (Seicaccre) entregaram um documento com pedidos das categorias parta o período de pandemia do novo coronavírus.

No documento, a associação de imóveis legais pede o funcionamento em capacidade total, enquanto os ambulantes e proprietários de barracas  solicitam autorização para retomada das atividades nas praias, devidamente licenciados e dentro das normas de segurança sanitária para evitar contaminação pela Covid-19, como distanciamento de dois metros cada e com a capacidade de 50% no caso das barracas.

Assim como disse que faria em relação a um documento semelhante entregue pelos donos dos meios de hospedagem, a Prefeitura anunciou que o documento com as recomendações será enviada para análise do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. O governo municipal alega que o artigo 8º do Decreto nº 6.304, de 30 de julho de 2020, já previa a revogação de acordo com a situação da pandemia da Covid-19, “com objetivo de garantir a saúde da população cabofriense”.

Para hoje está marcado um encontro dos donos de hotéis e pousadas com o novo secretário de Turismo, Manoel Vieira. Os empresários também pedem a liberação das praias, o aumento da ocupação de leitos dos atuais 40% para 80% e a volta dos veículos de excursão, até o limite de 50% da capacidade do Terminal Rodoviário, na Avenida Wilson Mendes. Conforme a Folha noticiou no fim de semana, os hoteleiros pedem que a Prefeitura permita, pelo menos, a entrada dos ônibus de excursões já fechadas para o feriadão da Independência.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.