Assine Já
sábado, 06 de junho de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 151 Confirmados: 1348 Óbitos: 109
Suspeitos: 151 Confirmados: 1348 Óbitos: 109
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 65 348 29
Armação dos Búzios 38 113 3
Arraial do Cabo 14 48 9
Cabo Frio X 416 29
Iguaba Grande 13 94 13
São Pedro da Aldeia 12 124 9
Saquarema 9 205 17
Últimas notícias sobre a COVID-19
CORONAVÍRUS

Associação Comercial pede reabertura do comércio em São Pedro da Aldeia a partir desta segunda

Prefeitura ainda não divulgou as orientações após o fim do decreto que termina neste domingo

05 abril 2020 - 13h01Por Tomás Baggio
A Associação Comercial de São Pedro da Aldeia (Aciaspa) está pedindo à Prefeitura que autorize a reabertura do comércio na cidade a partir desta segunda-feira (6). O pedido foi feito em um ofício enviado ao governo municipal. Apesar de previsão de uma reunião do gabinete de crise neste fim de semana, para definir as orientações após o fim do decreto que vence neste domingo (5), a Prefeitura ainda não divulgou as regras que passarão a valer nos próximos dias.
 
- Entregamos esse ofício fazendo sugestões para que o comércio volte a funcionar sem comprometer o avanço da pandemia. Existem algumas alternativas para evitar aglomerações no interior das empresas, como o 'pegue e leve'.  No nosso entendimento, a gente verificou um alarde muito grande da mídia. Não acho isso de todo ruim porque gerou um temor na população, que cooperou nesta prudência, fazendo com que todos se sintam responsáveis. O noticiário massacrando foi ruim, mas não foi de todo ruim porque ajudou as pessoas a se resguardarem com medidas de higiene. Com esse cenário, a gente vê que a população, por conta dessa massificação da informação, está um pouco mais consciente. A volta gradativa do comércio não impactaria porque a massa foi alcançada e está mais prevenida - argumenta o presidente da comissão conjunta entre a Aciaspa e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), José Lima.
 
Poucas pessoas sabem os verdadeiros segredos por trás das criptomoedas, como o bitcoin. Clique aqui (https://go.hotmart.com/L16011481M) e saiba mais.
 
O ofício enviado ao governo municipal de São Pedro pede "a imediata retomada das atividades comerciais ao final do período de quinze dias de quarentena, isto é, no dia 06 de abril de 2020". Em outro trecho, o documento propõe "o retorno gradual das atividades com jornadas reduzidas de segunda a sexta-feira das 9 às 15 horas e aos sábados das 9 às 13 horas".
 
- Em relação a empresas que geram aglomerações, como casas noturnas e salões de festa, acreditamos que ainda não seria o momento. Em relação a restaurantes e outras lojas, o próprio poder público pode ditar as normas de capacidade e distanciamento. É importante enfatizar que esta é uma linha de atuação que já ocorre. Na ausência de fiscalização, o comércio já está funcionando, mesmo sem permitir a entrada, apenas fornecendo o produto. Então porque não legalizar esta prática? Se o governo entender que seria uma solicitação muito além da preservação das vidas, temos a opção do 'pegue e leve', o estímulo ao delivery, como já ocorre no setor de alimentação. Mas daqui a pouco vai faltar material descartável para esses comerciantes. Onde ele vai comprar se as lojas de descartáveis não podem funcionar? As lotéricas estão cheias, os mercados estão cheios. Se o empresário for consciente e desenvolver ações de prevenção, não vemos motivo para continuar tão restrito - declara ainda José Lima
 
Sobre a possibilidade de contar com o "bom senso" do empresariado, o presidente da Associação Comercial admite que a fiscalização precisaria ser reforçada.
 
- Precisa ter fiscalização, com certeza. Inclusive estamos recomendando que a fiscalização seja feita não apenas pelo setor de Posturas, mas também pela Vigilância Sanitária - acrescenta José Lima.
 
A Prefeitura de São Pedro foi procurada pela reportagem da Folha neste domingo, e informou, por meio da assessoria, que ainda não há novidades sobre o próximo decreto de restrição ou liberação do comércio a partir desta segunda.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa. Ligue já ou envie mensagem pelo WhatsApp: (22) 99933-2196.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.