Assine Já
quarta, 23 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43602 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4474 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prêmio da Mulher Afro

Arraial promove nesta terça (25) Prêmio da Mulher Afro, Latino-Americana e Caribenha

Evento acontece no Centro Cultural Manoel Camargo, a partir das 19 horas

25 julho 2017 - 11h53Por Redação I Foto: Divulgação
Arraial promove nesta terça (25) Prêmio da Mulher Afro, Latino-Americana e Caribenha

Nesta terça-feira (25), Arraial do Cabo vai entrar no calendário do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha. A data foi instituída há mais de 20 anos no I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, realizado em 1992, em Santo Domingo (República Dominicana). Na época foi feito um debate a partir de pesquisas sobre a situação social destas mulheres no mundo, como ocorrências de discriminação, violência, desigualdade, entre outros conceitos que revelaram o tamanho da disparidade entre estas mulheres e outras de pele clara, mostrando assim, a necessidade dos movimentos de defesa e conscientização negra.

Pensando nisso, a Prefeitura de Arraial do Cabo, por meio da Superintendência de Sustentabilidade e Promoção da Igualdade Racial, em parceria com a Superintendência de Cultura, vão homenagear cidadãs cabistas que contribuíram positivamente para sociedade representando toda comunidade negra, latino-americana e caribenha no I Prêmio da Mulher Afro, Latino-Americana e Caribenha. 

O evento vai acontecer no espaço do Centro Cultural Manoel Camargo, às 19h. A programação ainda contará com a presença da escritora carioca Lia Vieira, autora das obras “Só as mulheres sangram” e “Olhos de azeviche - Dez escritoras negras que estão renovando a Literatura Brasileira”. Lia é dirigente da Associação de Pesquisa da Cultura afro-brasileira e militante dos movimentos negro e de mulheres. Estandes com obras de arte afro e artesanatos também estarão em exposição no dia do evento.

"É fundamental que a nossa cidade valorize e reconheça a mulher com respeito e igualdade. Arraial do Cabo está fazendo a diferença!", ressalta Josimaria da Silva, Coordenadora da Fundação de Sustentabilidade, Promoção da Igualdade Racial, Direito da Mulher, Acessibilidade e Direitos Humanos.