Assine Já
quarta, 23 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43602 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4474 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
Andinho

Arraial do Cabo terá nova eleição para prefeito, diz TRE

Andinho não se abate e diz que entrará com recurso no TSE

18 dezembro 2014 - 11h14

A cassação do prefeito de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso de Brito, o Andinho (PMDB), e do vice, Reginaldo Mendes Leite (PT), foi mantida pelo TRE-RJ nesta quarta-feira (17). Com isso, devem ser convocadas novas eleições no município, pois é o que a lei determina quando decisão judicial anula mais de 50% dos votos válidos, conforme explicou a desembargadora eleitoral Ana Tereza Basílio na sessão plenária. Em 2012, Andinho recebeu 14.036 votos, o que equivale a 66% dos votos válidos. Após a publicação da decisão, o presidente da câmara municipal será comunicado para assumir a prefeitura até a realização do novo pleito, com data ainda a ser definida.

Em novembro deste ano, o plenário do TRE-RJ cassou Andinho por abuso de poder político. O Tribunal entendeu que o prefeito praticou a irregularidade ao entregar, em 2012, certidões de IPTU a moradores de bairros carentes, levando-os a acreditar que estariam regularizando a posse dos imóveis em que viviam. A Corte determinou, também, a inelegibilidade do prefeito por oito anos. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

O prefeito Andinho diz que entrará com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) assim que o acórdão for publicado e o presidente da Câmara de Arraial do Cabo, Valter Félix Cardoso Junior, o Junior Piolho, for comunicado da decisão. Enquanto isto, a orientação dada pelo prefeito a todo secretariado é para que os titulares continuem executando todos os projetos:

- Estamos com muitos convênios com o governo do estado e todos os projetos de revitalização da orla da Prainha, da Marina da Praia do Forno, entre outros, vão continuar sendo executados. A cidade não pode parar por causa de questões jurídicas e atrapalhar todo o planejamento elaborado para os próximos meses. Estou confiante, pois isso já aconteceu com muitos prefeitos, inclusive com o meu antecessor, que voltou ao cargo por meio de decisão do órgão de segunda instância. Não perco a fé – disse Andinho