Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 479 16
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
Zika

Arraial do Cabo em estado de alerta contra o zika vírus

Município cabista já apresentou 21 casos de suspeita da doença

10 dezembro 2015 - 09h24

Arraial do Cabo ligou o sinal amarelo para casos de de zika vírus no município. Com 21 ca­sos de infecção registrados, os cabistas têm o maior índice de contaminações de toda a Região dos Lagos este ano. Na quase vi­zinha São Pedro da Aldeia, por exemplo, não foi contabilizado nenhum caso.

Para tentar evitar que o nú­mero de infecções cresça ain­da mais, a Secretaria de Saúde cabista vai fazer um mutirão em combate ao Aedes aegypti – mosquito transmissor da den­gue, zika e chikungunya –, hoje, no distrito de Figueira. Amanhã será a vez do bairro Caiçara re­ceber o mutirão. A campanha teve início ontem, no Sítio.

São Pedro – Para tentar con­trolar os focos de mosquitos em São Pedro da Aldeia, a Secreta­ria de Saúde está realizando vis­torias domiciliares, tratamento focal e levantamento de índice rápido – responsável pela coleta de focos. Para a alta temporada, o Projeto Verão vai buscar aten­der os bairros que apresentam alto índice de pendência para al­cançar os veranistas que chegam ao município.

 

Aumenta o índice de zika no país

Até o mês passado, 1,5 mi­lhões de casos de dengue foram registrados em todo o país. O número representa um aumento de 176% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 555,4 mil ca­sos. Dos mais de 17 mil casos de chikungunya registrados, 6,7 mil foram confirmados. No ano pas­sado foram registrados até 1,4 milhões de casos de zika em todo o país. O estado com o maior nú­mero de infecções é São Paulo, com 236 mil casos. O Estado do Rio de Janeiro não aparece na lista dos cinco estados que mais tiveram registro da doença.

A melhor forma de se prote­ger do mosquito é evitar que ele se desenvolva. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, o uso de inseticidas não é uma boa forma de combater o Aedes aegipiti. De acordo com pesqui­sas feitas pelo Governo do Esta­do, o excessivo uso de remédios tem deixado os mosquitos cada vez mais resistentes.

A Secretaria de Saúde indica modos de eliminar os focos do mosquito. Ações como colocar areia nos vasos de plantas, evi­tar que água fique acumulada, jogar fora todos os objetos que possam servir como criadouro, manter as caixas d’águas tampas e limpar as calhas dos telhados.

Leia Também

Delegacia de Arraial do Cabo monta força-tarefa para investigar e  combater casos de violência doméstica
AS GUARDIÃS
Delegacia de Arraial do Cabo monta força-tarefa para investigar e combater casos de violência doméstica
Google seleciona Folha dos Lagos para iniciativa de apoio ao jornalismo durante a pandemia do Covid-19
Cobertura jornalística
Google seleciona Folha dos Lagos para iniciativa de apoio ao jornalismo durante a pandemia do Covid-19
Presidente Jair Bolsonaro confirma que testou positivo para Covid-19
POLÍTICA
Presidente Jair Bolsonaro confirma que testou positivo para Covid-19
ARTE
Inscrições para receber auxílio emergencial garantido pela Lei Aldir Blanc estão abertas em Cabo Frio
Artistas, espaços, grupos, instituições e coletivos culturais podem se inscrever por meio de um formulário online