Assine Já
sábado, 23 de outubro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Araruama na rota da pedofilia

Operação da Polícia Civil cumpre mandados de prisão em diversos locais do estado

28 agosto 2019 - 10h38
Araruama na rota da pedofilia

A Secretaria de Polícia Civil, por meio da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), realiza, nesta quarta-feira, a Operação Imperium, que visa a combater a pedofilia em grupos de whatsapp. As investigações identificaram grupos formados por diversas pessoas pelo Brasil, incluindo o estado do Rio de Janeiro, que compartilham (recebem e enviam) fotos e vídeos contendo pornografia infantojuvenil,

A investigação da DCAV demonstrou que o grupo, formado por homens e mulheres, tem tentáculos inclusive fora do país. Os 13 alvos desta operação de busca e apreensão estão localizados nos seguintes municípios: Rio de Janeiro (Jacarepaguá, Campo Grande e Andaraí), Itaguaí, Miracema, Campos dos Goytacazes, Araruama, Silva Jardim, Barra Mansa, Nova Iguaçu e São Gonçalo.

A ação é coordenada pelo titular da DCAV, delegado Adilson Palácio, e pela delegada assistente Cristiane Aguiar, com apoio de unidades do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI) e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

Um grupo chamado de ‘caldo de polo’ reunia pessoas, homens e mulheres, que praticavam crimes contra a infância. Em três meses de investigação, a polícia constatou que o grupo fazia vítimas de 2 a 12 anos. De acordo com a polícia, os acusados de pedofilia se disfarçavam de criança para participar de conversas no aplicativo de mensagens. Policiais se infiltraram no grupo durante as investigações e flagraram a troca de fotos e vídeos em situação de abuso sexual.