Assine Já
domingo, 17 de outubro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
O BURACO É MAIS EMBAIXO

Após últimas chuvas, crateras se multiplicam em Cabo Frio

Prefeitura anunciou reinício de obras para tapar falhas e aberturas no asfalto

07 março 2020 - 11h26Por Rodrigo Branco

Nos tempos de bonança financeira, o ex-prefeito Alair Corrêa chegou a prometer, durante uma campanha
eleitoral, que implantaria um serviço de teleférico em Cabo Frio. A obra faraônica ficou no papel, mas,
anos depois, a cidade inaugura as suas “estações de metrô”. De mentira, é claro. São fruto da imaginação –
e bom humor – de moradores, que colocaram placas em protesto à magnitude de buracos que se multiplicam
pelas ruas de vários bairros, conforme a reportagem comprovou nesta sexta-feira (6).

O problema se acentuou após as fortes chuvas do começo desta semana, o que provocou uma série de reclamações, nas redes sociais e no WhatsApp da Folha (022-99933-2196), o que obrigou a Prefeitura a
retomar o serviço de tapa-buracos em todo o município.

A distribuição das crateras é ‘democrática’ e elas estão espalhadas tanto pela região central, como pelas
áreas mais afastadas, como o Jardim Esperança. O motorista profissional Watila Gomes, 32, mora no bairro,
na Rua 20, e se depara com o transtorno tanto perto de casa como nas avenidas que roda, por força do trabalho. A precariedade das vias públicas cabofriense já pesam, inlucive, no bolso.

– Minha rua está uma vergonha. Passa ônibus por lá, onde um vereador, que eu não vou citar o nome,
tem um galpão. Temos que passar por isso, inclusive, fazer manutenção de carro, que vira e mexe tem pneu
estourando. Se no Centro está assim, imagina nos bairros de periferia, largados às traças – queixou-se, após estacionar o carro na subida do Morro da Guia.

A buraqueira não se esconde do olhar das autoridades. Próximo à esquina da Travessa Maçônica com a Rua Major Belegard, no Centro, um enorme fosso se abriu em meio ao chão de paralepípedo. O local foi marcado com pequenos galhos para chamar a atenção e evitar acidentes. A ‘estação Câmara dos Vereadores’ do imaginário metrô cabofriense também fica a poucos metros da Secretaria Municipal de Fazenda.

O ‘desacato’acontece também na Travessa Tenente J.Brito, onde fica o 25º Batalhão da Polícia Militar, no Jardim Caiçara, um dos bairros mais afetados pelo problema. Nas proximidades da Rua Alemanha, duas aberturas, separadas por menos de 20 metros, colocam em risco pneus, suspensões e pernas de pedestres desatentos.

Os moradores colocaram pedaços de madeira e uma faixa para alertar do perigo, a que já conhece a professora Andréia Figueira, que mora em frente ao local. Ela afirma que nunca presenciou um acidente ali,
mas atribui o fato à ‘sorte’.

– A nossa rua fica intransitável. Se um carro está vindo, o outro tem que passar porque não pode passar.
À noite, a visualização fica pior ainda. Detalhe que é a rua do batalhão, e se para as autoridades está assim,
imagina para nós, que somos meros cidadãos – observa a moradora.

A Prefeitura de Cabo Frio afirmou que a operação tapa-buracos foi retomada anteontem e 80 toneladas
de massa asfáltica serão usadas no trabalho. A ação atende os bairros Jardim Caiçara, Jardim Olinda,
Guarani, Jardim Esperança, além da Estrada do Guriri, do Bosque do Peró e de Tamoios. A Prefeitura informou ainda que não há prazo para a conclusão do trabalho.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.