Assine Já
sábado, 06 de junho de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 151 Confirmados: 1348 Óbitos: 109
Suspeitos: 151 Confirmados: 1348 Óbitos: 109
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 65 348 29
Armação dos Búzios 38 113 3
Arraial do Cabo 14 48 9
Cabo Frio X 416 29
Iguaba Grande 13 94 13
São Pedro da Aldeia 12 124 9
Saquarema 9 205 17
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Após ser vistoriado, prédio no centro de Cabo Frio continua interditado

Técnicos afirmam que vão manter lojas fechadas até laudo ficar pronto

14 julho 2014 - 11h27Por Nicia Carvalho
 
 Após ser vistoriado, prédio no centro de Cabo Frio continua interditado
Após vistoria preliminar, o engenheiro de segurança, Ronaldo Pessoa, e o superintendente da Defesa Civil, Márcio D`Allincourt, afirmaram agora há pouco que vão manter o prédio do Edifício Cedro, na Avenida Assunção, no centro de Cabo Frio, interditado até o laudo ficar pronto, o que deve ocorrer até nesta terça-feira (15).
Segundo os técnicos, o prédio não apresenta nenhum dano estrutural.
- Houve uma dilatação térmica no piso que subiu porque não havia junta de silicone e poliuterano entre o assoalho. Como a estrutura do prédio é forte, não teve espaço entre o piso para fazer essa dilatação – explicou Pessoa, acrescentando que o procedimento da Defesa Civil em interditar o edifício previamente foi correto.
Para o Superintendente Márcio D'Allincourt a dilatação foi atípica:
- A dilatação foi acima do normal por isso interditamos o prédio preventivamente para avaliar se havia algum dano no solo. Não há. Nem rachaduras. Devo receber o parecer do engenheiro no máximo até o fim da tarde desta segunda (14) ou no início da manhã de terça. Por enquanto, o local ainda fica interditado - explicou.
Ao longo da manhã desta segunda (14), muitos trabalhadores e moradores, que estavam chegando ao prédio e às lojas, não puderam entrar nas dependências dos estabelecimentos.
 - Vou liberar aos poucos para pegarem os seus pertences – observou o superintendente da Defesa Civil.

O prédio, que fica na Avenida Assunção, 886, em frente a praça Porto Rocha, foi interditado no sábado (12) após uma chuva forte que caiu durante a madrugada. No local funcionam lojas comerciais, escritórios e quatro apartamentos residenciais.