Assine Já
quinta, 04 de março de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26964 Óbitos: 928
Confirmados Óbitos
Araruama 6793 183
Armação dos Búzios 3248 32
Arraial do Cabo 865 38
Cabo Frio 7480 357
Iguaba Grande 2552 58
São Pedro da Aldeia 3575 126
Saquarema 2451 134
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Após ser vistoriado, prédio no centro de Cabo Frio continua interditado

Técnicos afirmam que vão manter lojas fechadas até laudo ficar pronto

14 julho 2014 - 11h27Por Nicia Carvalho
 
 Após ser vistoriado, prédio no centro de Cabo Frio continua interditado
Após vistoria preliminar, o engenheiro de segurança, Ronaldo Pessoa, e o superintendente da Defesa Civil, Márcio D`Allincourt, afirmaram agora há pouco que vão manter o prédio do Edifício Cedro, na Avenida Assunção, no centro de Cabo Frio, interditado até o laudo ficar pronto, o que deve ocorrer até nesta terça-feira (15).
Segundo os técnicos, o prédio não apresenta nenhum dano estrutural.
- Houve uma dilatação térmica no piso que subiu porque não havia junta de silicone e poliuterano entre o assoalho. Como a estrutura do prédio é forte, não teve espaço entre o piso para fazer essa dilatação – explicou Pessoa, acrescentando que o procedimento da Defesa Civil em interditar o edifício previamente foi correto.
Para o Superintendente Márcio D'Allincourt a dilatação foi atípica:
- A dilatação foi acima do normal por isso interditamos o prédio preventivamente para avaliar se havia algum dano no solo. Não há. Nem rachaduras. Devo receber o parecer do engenheiro no máximo até o fim da tarde desta segunda (14) ou no início da manhã de terça. Por enquanto, o local ainda fica interditado - explicou.
Ao longo da manhã desta segunda (14), muitos trabalhadores e moradores, que estavam chegando ao prédio e às lojas, não puderam entrar nas dependências dos estabelecimentos.
 - Vou liberar aos poucos para pegarem os seus pertences – observou o superintendente da Defesa Civil.

O prédio, que fica na Avenida Assunção, 886, em frente a praça Porto Rocha, foi interditado no sábado (12) após uma chuva forte que caiu durante a madrugada. No local funcionam lojas comerciais, escritórios e quatro apartamentos residenciais.